10 ALIMENTOS PROIBIDOS PARA CÃES


As pessoas acham que o que não faz mal para elas, também não vai fazer mal para os cães. Mas isso não é verdade! Algumas me perguntam se podem dar isso ou aquilo para o seu cachorro, se faz mal ou não… Portanto, resolvi escrever este artigo para ajudar a vocês saberem os 10 principais alimentos proibidos para cães ou que pelo menos devem ser evitados.


E se você gostaria de dar Alimentação Natural para seu cachorro, recomendo que dê uma olhada no Guia Essencial da Alimentação Natural para cães.

1)    Cebola
Atenção com as cebolas!!! São as primeiras da lista pois são muito utilizadas no dia-a-dia para temperar as nossas comidas e também estão incluídas em temperos prontos, salgadinhos e inclusive em algumas comidas enlatadas para bebês.
Em cães, a intoxicação ocorre pelo uso de sobras da alimentação humana na dieta do animal, independentemente da cebola estar crua, cozida ou desidratada. 
 
O princípio tóxico (n-propil dissulfito) presente na cebola pode provocar uma condição aguda grave, tornando os cães apáticos, hipotérmicos e cianóticos (má oxigenação no sangue, presença de língua arroxeada) podendo levar a morte!
No caso da condição crônica, quando o cachorro ingere pequenas quantidades, mas de forma rotineira, desenvolve um quadro de anemia e também torna-se apático.
2)    Massas de pães ou bolos cruas
Esses alimentos apresentam fermento na sua composição o que provocará a liberação de gases no estômago e intestinos do cão. Por sua vez, esses gases causarão distensão destas vísceras e isso causa bastante desconforto e dor!
Em casos mais graves, (principalmente em cães de grande porte) quando depois de comer esses alimentos os cães ainda fazem corridas ou se agitam muito, podem desenvolver um quadro de dilatação com ou sem torção do estômago. Esta situação requer cirurgia de emergência!
3)    Chocolate
Sim! O terceiro da lista é o chocolate! Se você já acompanha o meu blog, sabe que eu fiz um artigo especialmente sobre ele e os seus riscos aos cães. Para não ser repetitivo e não deixar esse artigo muito grande, se você não viu, veja aqui! Mas já adianto que dependendo da quantidade e porte do seu animal, ele também pode matar!
 
 
 
4)    Uvas e passas
Existe alguma substância na uva que ainda não se sabe qual é, mas que provoca lesão nos rins e com isso, causa uma doença renal. Essa lesão renal ocorre com qualquer quantidade ingerida, mas o grau de lesão parece estar associada a quantidade de uvas ou passas ingeridas, podendo inclusive ser letal em grandes quantidades.
 
Alguns donos dão uva como aperitivo de vez em quando e acham que não tem problema, pois nunca associaram nenhuma complicação com seu animal. O problema é que eles não conseguem ver o real problema, já que para o cachorro começar a apresentar sinais de lesão renal, precisa que estes estejam com menos de ¼ da sua capacidade de filtração funcionais… e ai normalmente já é tarde, seu cão já é um paciente “renal” (aquele que apresenta doença renal).
5)    Casca e folhas de abacate
Neste caso, os cães parecem ser menos suscetíveis à toxicidade da persina, uma toxina fungicida que em cães pode causar vômitos, diarreia, dificuldades em respirar, dificuldade de digestão e gases.
Nos casos em que haja ingestão em excesso, pode sim, levar a complicações maiores causando até mesmo a morte do animal.
Já a polpa do abacate pode ser oferecida em pequenas quantidades. Lembre-se neste caso de oferecer somente a polpa, retire o caroço do abacate antes de oferecer, pois os cães podem acabar ingerindo eles!
6)    Ovos e carnes crus
Ovos e carnes crus podem estar contaminados e conter bactérias patogênicas (aquelas que podem causar doenças). Os mais comuns nos ovos são as Salmonellas, que causa diarreias de moderadas a graves, já nas carnes, além da Salmonella, também Echerichia coli (normalmente presente quando ocorre contaminação fecal do alimento), que também causa diarreia e algumas variações dessa bactéria podem geram diarreias graves com sangue, entre outras bactérias.
 

Além dessas bactérias, a carne ainda pode conter vermes, como o parasita Taenia. A parasitose tem início com a ingestão de carne mal cozida contendo ovos de Taenia.


OBS: Esse risco com as carnes cruas e ovos é mais importante nos casos onde a carne é adquirida em locais sem inspeção – realizada por médico veterinário.
7)    Carambola
Essa fruta apresenta grandes quantidades de uma substância chamada ácido oxálico, que se for ingerida, pode gerar alteração no pH de filtração renal e acabar por gerar cálculos de oxalato de cálcio. Além disso, pode causar alguns sintomas relacionados à toxicidade da carambola, como salivação, diarreia, vômitos, prostração, fraqueza e até presença de sangue ou cristais na urina.
8)    Alho
Em pequenas quantidades (eu disse pequenas quantidades!) podem até ser benéficos para os cães. Se for oferecido quantidades pequenas de forma regular, dia sim dia não por exemplo, pode ajudar o sistema imune (defesa) do animal.
Alguns estudos recomendam dar pequenas quantidades de alho, algo em torno de uma lâmina fina por dia, que ele ajudaria no controle ao colesterol e da glicemia, reduziria o risco de derrames, tem potencial anti-inflamatório, contribuindo inclusive contra o surgimento de câncer.
Agora, o alho em excesso pode causar gazes e também a anemia (semelhante àquela provocada pela cebola). Para sorte dos cães, essa quantidade é bem alta e para que leve ao quadro de anemia, mas mesmo assim, não vamos bobear, pois nós sabemos que se deixar, alguns cães podem comer um alho inteiro ou até mais de um!
9)    Noz de macadâmia
A ingestão dessas nozes podem causar alguns sintomas como vômitos, tremores, dores abdominais, fraqueza dos posteriores, confusão mental, depressão que surgem e podem durar até 24 horas. Após isso eles costumam passar sozinhos, mas gera um desconforto muito grande ao animal e dependendo do quadro, pode assustar o seu dono. Melhor evitar.
10) Leite e lacticínios
Os filhotes quando nascem são amamentados pela cadela e toleram muito bem a lactose. Com o tempo e mudança na alimentação, a flora intestinal muda e com isso, eles passam a ter dificuldade para digerir a lactose. Com isso, podem desenvolver diarreia, gazes e outros problemas digestivos. Melhor evitar!
 
 
Existem outros tipos de alimentos que também devemos evitar.
1)    Doces e/ou alimentos açucarados
Além de poder causar obesidade e todos os riscos que ela trás (veja aquio artigo que escrevi sobre isso), também provoca cáries (afinal de contas, são pouquíssimos os proprietários que escovam os dentes dos seus animais) e pode causar diabete.
 
 
2)    Café e chá preto
Podem levar a arritmias cardíacas e taquicardia. Além disso, possuem alguns alcaloides que são neurotóxicos.
3)    Adoçantes que contenham Xilitol
Dependendo da quantidade ingerida, podem levar a sintomas leves com apenas vômito, mas pode chegar a causar hipoglicemia, fraqueza, convulsões e, dependendo do caso até a morte!
4)    Bebidas alcoólicas

 

Por motivos semelhantes ao homem, neste caso… tonturas, enjoos, vômitos, diarreia e desidratação.
 

Recomendados Primeiro Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *