Centro Espírita para Animais: CUIDADO!


Recentemente, no dia 16/08/15, saiu uma reportagem no programa Fantástico (da emissora Globo), a respeito de um “Centro espírita para animais que faz psicografia e cirurgias espirituais”. E isso ligou um alerta importante!
Será que as pessoas que viram essa reportagem vão achar que basta levar seus melhores amigos, ou mesmo, seus “filhos de quatro patas”, para serem “tratados” nestes locais e que tudo vai ficar bem?
Essa foi uma dúvida que eu tive e, conversando com colegas de profissão que também viram a reportagem, chegamos à conclusão de que sim! Algumas pessoas podem ter entendido que este tipo de tratamento espiritual substituiu o tratamento convencional.
Por mais que se tenha dito, na própria reportagem, que “A cachorrinha Frida e o cão Tim Maia estavam em tratamento veterinário, onde a buldogue tomava remédios para problemas neurológicos e o labrador tinha até uma caixa de medicamentos.”.
Ou seja, o centro espírita para animais é uma forma de acrescentar uma melhora na qualidade de vida destes animais, mas todos eles são tratados de forma convencional, sem dispensar a consulta com o médico veterinário e os tratamentos indicados.
Pensando nisso, resolvi escrever este artigo, pois, além de buscar este tipo de tratamento alternativo quando seus cães apresentam problemas de saúde, várias pessoas recorrem a amigos, às pesquisas em sites ou em grupos no facebook e isso tudo pode ser MUITO PREJUDICIAL para a saúde do deu cachorro!
 
 
Eu sei que a maioria das pessoas vai tentar ajudar na boa intenção, pois às vezes seus cães já tiveram um problema parecido e elas falam para você medicar com o mesmo que foi prescrito para o cão dela.
Mas isso está errado, pois cada caso é um caso!
Infelizmente, isso ocorre com uma frequência muito maior do que a gente pode imaginar, e o que acontece em grande parte dos casos é um agravamento sério dos problemas iniciais.
A medicação dada por conta própria ao seu animal também pode causar graves problemas, inclusive levar o seu melhor amigo a morte, como aconteceu em alguns casos que eu mesmo já atendi!
NUNCA, JAMAIS, DE FORMA ALGUMA, MEDIQUE O SEU CACHORRO SEM ORIENTAÇÃO DE UM MÉDICO VETERINÁRIO! ISSO É MUITO SÉRIO!
 
Os maiores erros nestes casos são o uso incorreto da dose e, principalmente, o uso de medicação proibida para cães (independente da dose)!
Algumas raças de cachorros são mais sensíveis e não podem ser medicadas com alguns tipos de drogas que em outras raças não têm problema.
Veja abaixo uma série de medicamentos que são proibidos para cães ou possuem uso restrito ou controverso ou mesmo que requerem cuidados na dose.
Alguns medicamentos PROIBIDOS para cães:
– Diclofenaco de potássio (Cataflan)
– Dicoflenaco sódico (Voltaren) e a grande maioria dos anti-inflamatórios de uso humano
Alguns medicamentos DE USO RESTRITO para cães:
– Ivermectina (Ivermec®, Vermectil®, Ivomec® entre outros).
A ivermectina tem amplo uso em cães, mas os raças Collie, Border Collie, Pastor de Shetland, Sheepdog, Bearded Collie, Pastor Australiano e todos os seus cruzamentos são intolerantes ao seu princípio, apresentando sérias alterações neurológicas.
 
 
Alguns medicamentos DE USO CONTROVERSO para cães:
– Acetaminofem/Paracetamol (Tylenol®)
– Fluororacil (Efurix®).
De uso tópico se ingerido causa grave intoxicação. Risperidona (Risperidon®).

Alguns medicamentos QUE REQUEREM CUIDADOS NA DOSE para cães:
– Metronidazol (Flagyl®). Dose alta pode causar sintomas neurológicos.
– Sulfa-Trimetroprina (Bactrim®). Quando em dose alta podem causar displasia de medula óssea levando a anemia e hepatopatia em Labradores
– Sulfassalazina (Azulfin®). Pode causar olho seco (KCS) nos cães.
– Aspirina. A dose em cães deve ser muito menor que a dose em humanos.
Fonte: Centro Veterinário Pacaembu
Portanto, este artigo foi escrito para alertar que qualquer problema que o seu cachorro tenha, procure levá-lo logo para ser consultado por um médico veterinário!
Nunca dê medicamentos para seu cão sem indicação de um médico veterinário!
Nunca dê medicamentos caseiros ou chamados de naturais, sem que sejam indicados por médicos veterinários!
E os acompanhamentos espirituais podem ser benéficos para as pessoas que acreditam, mas também nunca devem ser feitos isoladamente.

 

 

Recomendados Primeiro Para Você:

  • Oi Drº Alexandre,estou de acordo em tudo que srºfalou nesta postagem,acredito em nossos amigos Drº espirituais,pois tbem sei que precisamos de vcs que estudaram e estao aqui para nos ajudar com nossos filhinhos pets.Obrigada abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *