NÃO DÊ DOCE PARA O SEU CACHORRO, PODE ATÉ CEGAR!


Você sabia que cachorros que comem doce com frequência desenvolvem hiperglicemia (aumento da glicose no sangue)? Sabia que com o tempo, pode levar à obesidade, cáries, tártaro e ao diabetes? O diabetes basicamente é uma doença onde o cachorro apresenta a glicemia aumentada, ou seja, hiperglicemia.
Considera-se como hiperglicemia em cães níveis de glicose sanguínea acima de 130mg/dL, enquanto que, em nós humanos, acima de 110mg/dL. Entretanto, animais que apresentem um pequeno aumento nessa taxa podem não apresentar sintomas. Estes geralmente aparecem em cachorros com glicemia maior que 180 a 220mg/dL.
Mas o que pode levar à hiperglicemia no meu cachorro?
Há diversos fatores que podem causar um aumento da glicose sanguínea, o Diabetes mellitus, fases do cio (como o diestro nas cadelas), insuficiência renal, pancreatite, administração intravenosa de soluções glicosadas, uso de alguns fármacos (como glicocorticoides), mas de modo geral  é a alimentação que damos para os nossos cachorros.
A dieta balanceada é de suma importância para evitar a hiperglicemia nos animais. (veja aqui um artigo sobre rações). Quantidades elevadas de Monossacarídeos (glicose e frutose), Dissacarídeos (sacarose – açúcar da cana e lactose – açúcar do leite) e Polissacarídeos (carboidratos) levam ao aumento do açúcar no sangue, podendo gerar a hiperglicemia.
Assim, quando um cachorro chega a apresentar sinais clínicos, a glicose sanguínea já aumentou bastante e pode ter comprometido outras funções, dentre elas a VISÃO.
Mas como a hiperglicemia pode comprometer a visão do meu cachorro?
Em relação à visão, os olhos dos cães são altamente sensíveis à glicemia elevada. Assim, após alguns dias com concentrações de glicose no sangue superiores a 250 mg/dL, o animal poderá apresentar visão turva, catarata, retinopatia e até cegueira. Muitos pacientes chegam a levar seus cachorros ao médico veterinário apenas com a queixa de perda rápida da visão (em cerca de um mês o animal ficou cego) e ainda sem o diagnóstico de hiperglicemia.
Mas como eu posso suspeitar que o meu cachorro esteja com hiperglicemia?
Os sintomas mais fáceis de você observar são: o aumento da ingestão de água e consequentemente, aumento do volume e frequência do xixi (poliúria e polidipsia). Estes sintomas são comuns a algumas outras doenças, ou seja, mesmo que o seu animal possa não ser diabético, é recomendável que se leve a um médico veterinário para ser examinado e faça exames de rotina.
E se realmente o meu animal for diagnosticado com hiperglicemia?
Neste caso, depois de diagnosticada a hiperglicemia, o médico veterinário deve buscar a causa primária e só então definir a melhor alternativa de tratamento.
Para o tratamento da doença oftálmica, é imprescindível que a glicemia esteja estabilizada.
De toda forma, alimentação adequada, prática de atividade física e diagnóstico precoce sempre ajudam!
TEXTO: Dra. Elaine Santos (oftalmologista veterinária)

Recomendados Primeiro Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *