ONCOLOGIA VETERINÁRIA: OS ANIMAIS TAMBÉM TÊM CÂNCER.


Você sabia que os animais também podem desenvolver câncer? Neste artigo você irá saber o que é câncer, por que os cachorros hoje em dia estão tendo mais câncer do que antigamente, quais são os principais causadores de câncer em animais e conhecer um pouco mais sobre a oncologia veterinária. Esta por sua vez é a ciência que estuda como o câncer se comporta no organismo, suas ações e consequências.

Mas afinal de contas, o que é câncer?

Simplificando, câncer é quando ocorre uma alteração no DNA de uma célula e esta começa a se multiplicar, gerando um novo tecido (conhecido como neoplasia maligna) que se desenvolve mais rápido que os tecidos normais, de uma maneira difusa e descoordenada. Há também as neoplasias benignas, que diferente das malignas, possuem crescimento mais lento, são encapsuladas e não geram metástases (quando as células cancerígenas alcançam outros órgãos). As neoplasias benignas não são câncer!

Mas porque os cachorros de hoje estão tendo mais câncer do que antigamente?

A expectativa de vida dos cachorros aumentou muito. Hoje em dia os animais estão se alimentando melhor, comendo rações mais balanceadas e de melhor qualidade (veja aqui o artigo sobre como escolher a melhor ração) e os donos estão levando mais os cachorros ao veterinário. Os meios diagnósticos hoje em dia estão muito mais sofisticados e acessíveis, com isso, um número muito maior de câncer estão sendo diagnosticados.
Cada vez mais na rotina veterinária, aparecem cachorros com mais de 12 anos! Junto a isso, as doenças relacionadas à idade também começam a se tornar mais frequente e o câncer é uma delas. Vivendo mais, os cachorros aumentam o risco de ter o DNA de uma de suas células alteradas, pois estão mais expostos aos “causadores de câncer”.  

Quais são os principais causadores de câncer em cachorros?

Existem os chamados fatores de risco, ou seja, fatores que estimulariam a mutação do DNA das células. Os principais são:
— Evento genético espontâneo (associado à idade);
— Estímulos externos:
Biológicos (vírus, parasitas, hormônios);
Físicos (raios ultravioletas [UV], radiação, trauma);
Químicos (pesticidas).
— Eventos genéticos hereditários (transmitidos dos pais aos filhos)
Fonte: Morris e Dobson, (2007).
Atualmente, a Medicina Veterinária está se aproximando da realidade da Medicina Humana, não só na área de diagnóstico, mas também nas diversas especialidades. Com isso, os médicos veterinários clínicos gerais quando encontram um caso mais complicado, indicam um colega especialista na área. 

Mas antigamente, um animal com câncer era considerado um caso perdido, ainda é assim?

Não! A eutanásia de um animal com câncer já não é mais a 1ª opção como há uns anos. Hoje em dia um procedimento cirúrgico para retirada de uma tumoração deve ser acompanhado de um exame histopatológico para fechar o diagnóstico e avaliar as margens cirúrgicas, que em alguns casos podem estar comprometidas. Independente deste comprometimento, a indicação da quimioterapia pós-operatória nos pacientes com câncer é importante para que se diminuam as chances de haver uma recidiva local da tumoração e que células tumorais se instalem em órgãos distantes (metástases).

Mas todos os tumores são operáveis?

A maioria deles sim, entretanto alguns tipos de tumores não têm indicação cirúrgica, mas que podem apresentar boa resposta à quimioterapia, como nos casos de linfoma e TVT (tumor venéreo transmissível).
Para a sorte dos animais, eles não sabem que estão com a doença, então o psicológico deles não é afetado. Soma-se a isto, o fato das dosagens quimioterápicas serem menores do que as usadas em humanos, portanto, os efeitos colaterais também são menores!
 

 

É muito importante que o clínico geral indique um especialista em oncologia veterinária para cuidar desses animais, pois só ele sabe qual o melhor tratamento para cada caso e para cada paciente em especial. Afinal de contas, os pets cada vez mais fazem parte da família e temos que dar esta opção para os proprietários que querem tratar e principalmente, melhorar a qualidade de vida dos seus animais.
Você sabia que donos mais atentos e cuidadosos com seus animais, conseguem perceber diferenças sutis tanto de comportamento, como de alterações no corpo do seu animal.
 
 
 
 
 
 
Pequenas tumorações de pele que passariam despercebidas apenas olhando, podem ser sentidas numa sessão de carinho cuidadoso. A palpação da cadeia mamária em cadelas com mais de 5 anos, também é importante para detecção precoce de tumores de mama (veja aqui como prevenir e tratar câncer de mama em cadelas) e deve estar incluída nesse carinho.
 
Lembre-se, a atenção que você dá ao seu animal de estimação deve ser muito mais do que apenas dar comida e sair para passear. Eles dependem de você para viver bem.
 

 

Qualquer sinal de alteração procure logo um médico veterinário!
 
 

Recomendados Primeiro Para Você:

  • ola. minha cadela pincher esta no segundo cio. ceuzei ela com um macho menor. ela parou de sangrar dia 20/06 (sabado) no domingo coloquei ela com o macho e eles grudaram. hoje é quinta dia 25/06 e eles grudam todos os dias. ou seja 4dias.
    isso ja é o suficiente pra ficar prenha? agora tenho q separar o macho dela?

  • Dr. Minha cadela cruzou, quando ela começou a gritar corri p ver o que era, quando olhei tonha um cachorro cima dela, quando eu gritei ele tentou sair de cima dela, mas vi que tinha grudado, ele puxou outra vez e saiu. Ela pode engravidar?
    Me chamo Patrícia Fonseca
    meu e-mail paty.fonseca18@gmail.com

  • Olá Lila.
    Sinto muito pela sua Golden.
    Pelo que pude entender, o mais provável que possa ter acontecido é que ela já estivesse com metástase pulmonar (bastante comum nos carcinomas de mama). Mas não tenho como falar mais nada, pois serão só suposições…
    Infelizmente, não tem um tempo certo ou mínimo para que um determinado câncer gere metástases. =(

  • Minha Golden teve um nódulo numa das mamas vi bem rápido levei a vet oncologista ela colheu material pra biópsia e deu inconclusivo marcamos de operar e retirar a cadeia mamária. Até o dia da cirurgia já tinha triplicado de tamanho. Foi pra biópsia a biópsia demorou mais de um mês quando saiu a onco disse que era um carcinoma mamário e recomendou a quimio. Ela fez a primeira três semanas depois fez exame de sangue e fez a segunda. Depois da primeira nem parecia que tinha feito quimio. Depois da segunda ficou muito caidinha não queria levantar mas levantava com ajuda não perdeu o apetite e estava bebendo muita água. Só levantava a maioria das vezes com ajuda a vet deu soro com vitaminas ela deu uma melhorada mas na segunda semana ela estava muito quieta no segundo dia da segunda semana ela não quis comer e começou a ter dificuldade pra respirar levamos pra uma clínica próxima a minha casa colocaram ela no respirador e sedaram os batimentos estavam muito altos e a oxigenação muito baixa. O vet falou que os rins não estavam funcionando e ela morreu. Até agora não consigo entender o que aconteceu.

  • OLÁ DR Alexandre Figueiredo , encontrei um link que me trouxe a essa página.
    Tenho uma filhinha de 4 patas , a da fotinha do perfil, Serena Braga, fez 10 aninhos agora em abril. Sempre teve visitas ao Vet ,vacinas e cuidados.
    Já avisei e mostrei ao Vet ,um carocinho por dentro na barriga dela ,que descobri justamente por causa de que amo fazer muito carinho nela e ela gosta.
    O vet viu ,sentiu também, e disse pra eu continuar a monitorar e ver como está.
    Já tem um ano e nada mudou. Ela não sente dor ,o tamanho é o mesmo.
    Ela teve 2 gestação mal sucedidas. A 1° todos nasceu bem mas 3 não sabiam mamar ,e eu errei, por ter aplicado o leite de bebê na seringa, acho que eu dei com força, algum jeito errado, perdi meus netinhos ,o 4° único que mamava, encontrei debaixo do corpo pesado dela sem vida. Acho que quiz proteger demais ,depois de sofrer com a perda dos outros.
    Na 2° e última gestação, os ultrason ,mostrando 6 bebes saudáveis, e perto de nascer ,o Vet deu 2 comprimidos de arnica homeopatia, pra dor a patinha tava mancando um pouco ,acho que machucou, mas o RX ,nada acusou.
    Minha Cooker, tomou os 2 arnica a noite e de manhã estava sangrando e abortou 4 bebê ,na bolsa. Dois tavam vivos , no novo ultason, mas um eu vi ela engolir com bolsa e tudo de uma vez e outro não foi visto. Mais um último ultrason não tinha mais bebe.
    Teve vários exames sangue, com txas leucócitos alto e mil antibióticos diferentes, até Deus ajudar e acabar tudo bem.
    Agora 2 anos depois já com 10 aninhos, estou com medo , e perdi a confiança. Ela com esse carocinho, e eu gostaria de fazer algum tipo de exame mas sem anestesia.
    Ou ter certeza de não precisar de exames ,já que não cresce.
    Moro no Rio de Janeiro, RJ e o Vet , sempre foi o mesmo há 10 anos.
    Estou com muito medo de levá lá ao mesmo tempo preocupação com o caroço.
    Tem alguma forma de saber sem cirurgia e anestesia???
    Conhece ou poderia indicar algum Vet especialista em oncologia, aqui ,Centro ou até Copacabana.??
    Até a vacina ,este ano venceu em março e pela primeira vez ainda não levei pra tomar…
    Dr. Alexandre Figueiredo, o Sr tem alguma palavrinha pra mim , tbm me preocupou o fator alimentação, pois dou ração simples de 7 anos ,pedigre , frutas, legumes e ossinhos ,raramente bifitos , carne moida patinho bem limpa e cozida , qdo saiu e ao voltar para não ficar triste, trago kibe de jantar de presente com boa procedência.
    As vezes um pouquinho de meu doce.
    E nunca jamais nada que contenham chocolates. Cacau.
    Quase tudo que consumo em casa é o mais natural e cru possível. Sou alérgica e busco pouco industrializado. Fazendo o mesmo com Serena.
    Mas , sempre vejo a ração, fico chateada, pois não é natural.
    Essa pedigre de cães de + de 7 anos pode fazer mal a minha filhinha???
    Ela antes comeu a vida inteira o pedigre de ovelhas, que simplesmente sumiu derrepente. Já entrei em contato até com fabricante. Não tem mais mesmo.
    A dela tem um pouco de colorido, quase nada.
    Dou tudo pouco mais ela tá gordinha.
    Pode me orientar Dr.??
    O Dr. por acaso é do RJ??
    Desculpas tantos dizeres , éla é muito importante para mim. E , se quer consegui um filhotinho dela pra dar continuidade à sua imagem.
    Quero fazer o impossível pra que fique o máximo comigo , e bem de saúde e feliz.
    Obrigada.
    Meu nome é Tania Regina Pucci Feliciano Braga.
    Mãe de Serena Braga.
    Meu email é taniar.braga@yahoo.com.br.

  • Olá Lora. Me desculpe não concordar com tudo o que você escreveu. Cachorros com mais de 16 anos são raros, com 18 então… para você dizer que era assim antigamente… É de comum acordo dentro da medicina veterinária, que atualmente os animais estão vivendo mais, e um dos motivos é este que citei, alimentação de melhor qualidade. Não estou dizendo que se o animal comer uma ração de baixa qualidade, ele vai viver mais. Digo que hoje em dia, a qualidade das rações melhorou muito, inclusive temos diversas marcas que não usam mais corantes e algumas que nem mais conservantes químicos têm. A parte que concordo é que corantes e conservantes podem levar sim ao câncer, mas não significa que o fato do cachorro comer uma ração com corante e conservante ele VAI ter câncer. Isso serve para nós também, que comemos diariamente conservantes e corantes em quase tudo. Enfim, só quero deixar claro, que a única causa do aumento de câncer em animais não é a alimentação com ração.
    De qualquer forma, obrigado pelo seu comentário, pois possibilitou eu tirar essa dúvida, que muitas pessoas têm.

  • "A expectativa de vida dos cachorros aumentou muito. Hoje em dia os animais estão se alimentando melhor, comendo rações mais balanceadas e de melhor qualidade"
    Antigamente os peludos comiam comida de panela e morriam com 18 anos ou mais, sem câncer. A VERDADEIRA causa do aumento no número de animais com câncer é justamente a alimentação com ração, que sempre leva corantes, conservantes e ingredientes transgênicos. Comida de panela feita especialmente para o pet e com ingredientes orgânicos é a chave para a diminuição dos casos de câncer na Clínica Veterinária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *