Raça Pug: Tudo o que Você Precisa Saber!


4.2
05

A Raça Pug é famosa pelo seu rostinho peculiar, grandes olhos e temperamento amigável.

Ficaram mais famosos depois do filme MIB aonde um alienígena tinha a forma de Pug falante e ranzinza.

Vamos conhecer mais sobre esta apaixonante raça agora.

Raça Pug: Temperamento, Aptidões e Educação

Cachorro de companhia mesmo! Não há melhor definição para a Raça Pug.

São muito apegados aos seus tutores, são a sombra destes. Onde um vai, lá vai o Pug atrás. E eles adoram um colo, pois sendo cães de porte pequenos, os próprios tutores já o acostumam assim desde filhotes.

São alegres e brincalhões mas não são muito empolgados no que diz respeito a atividade física. 

O fato de serem cães Braquicefálicos (com focinho achatado), naturalmente já faz com que eles tenham uma capacidade respiratória pior.

Por vezes têm problemas com palato alongado, o que favorece o ronco e também a dificuldade respiratória.

Costuma se dar bem com com outros cães, crianças e outras pessoas.

Mas é sempre bom socializá-lo desde pequeno para que estar perto de mais gente ou outros cães não seja problema. Isso é importante para todas as raças!

Não espere que ele seja um vigilante, que vigie a casa ou que tente caçar. O que ele faz de melhor, é companhia!

São muito apegados e deixar este pequeno sozinho em casa pode provocar a ansiedade da separação se ele não for acostumado a isso e os tutores não terem a orientação correta para lidar com isso.

Na Escala de Inteligência dos Cães de Stanley Coren, a raça Pug está na colocação 57. O que significa que ele aprende bem os comandos, porém é um pouco teimoso.

Mas nada que um pouco mais de dedicação e paciência não resolvam.

Para diminuir esta teimosia, só repetindo mesmo o que ele deve fazer até para que ele perceba que existem certas regras e que se ele seguir, será recompensado com muito carinho e petiscos.

Mas neste caso dos petiscos, tenha cuidado com o excesso e a qualidade, pois como não são de fazer muitos exercícios, tendem a ficar obesos se isso não for controlado!

Quer saber como fazer petiscos naturais para o seu Pug, clique aqui!

Como têm um focinho bem curto, costumam fazer um barulhinho quando respiram. Isso ocorre com todas as raças que são braquicefálicas; ou seja; aquelas que têm o focinho achatado. Mas não ache isso bonitinho não! 

Até por esta característica, o Pug não é muito tolerante ao calor.

Transpiram muito, ficam arfando e podem ter problemas respiratórios, visto que a passagem do ar pela traqueia pode estar parcialmente bloqueada por conta do palato prolongado.

Um procedimento cirúrgico nestes casos vai ajudar enormemente seu Pug, dando qualidade de vida pra ele! Pense nisso! 

Raça Pug: Conselhos Sobre a Raça

Se adapta bem a apartamentos e lugares pequenos, mas como todo cachorro, precisam e devem passar todos os dias, pelo menos uma vez.

O passeio ajuda muito a diminuir a ansiedade, trabalha a musculatura e a mente do animal.

Ele poderá interagir com cheiros de outros cães e deixar também o seu cheiro para eles saberem que ele também está por ali.

Se a casa costuma receber visitas ou se tem outros animais, esta é a raça perfeita para socializar.

Raramente você verá um cão da raça Pug agressivo. 

São “dados” como se costuma dizer.

Quando chega alguém em casa o Pug faz questão de receber bem e com festa.

Mas você tem que saber resistir a esse momento, pois se não, você poderá provocar a ansiedade de separação no seu cachorro.

A raça Pug tem tendência a engordar, até porque não é muito chegado a atividades físicas. Por isso, é bom estar atento para sua alimentação correta.

Nada de ficar entupindo ele de pão, biscoitos de humanos e até mesmo aqueles petiscos todos que você encontra em pet shop.

Se for para dar petiscos, que sejam petiscos naturais e controlados na quantidade.

Raça Pug: Características e Pelagem

 

Cachorro de pequeno porte, com grandes olhos, cabeça arredondada, rabinho enrolado e muitas dobrinhas pelo corpo afora.

Pesa entre 6 e 8 kg.

Tem a altura estimada entre 25 e 30 cm.

Orelhas e focinho são pretos.

 

Seu pelo é bem curtinho mas precisa de cuidados porque ele troca a pelagem com muita frequência.

Sendo assim, é bom escová-lo diariamente para remover os pelos mortos que podem acumular em suas dobrinhas e causar dermatites (problemas de pele) e isto também evita pelos espalhados pela casa inteira.

Escolha escovas específicas para cães de pelos curtos para esta tarefa.

Após o banho, lembre-se de enxugá-lo muito bem, principalmente nas dobrinhas do focinho, que são lugares que acumulam muita umidade e tendem a dar problemas de pele.

As cores da raça são o prata, preto, fulvo (amarelado/dourado) e abricó (cor de damasco).

Raça Pug: Saúde

Os Pugs têm certas predisposições à algumas doenças como por exemplo a Ceratoconjuntivite Seca (doença dos olhos secos) e às úlceras de córnea devido aos olhos ressaltados e grandes.

A exoftalmia (protuberância do olho para fora das órbitas) é comum em cão de focinho achatado. Caso os olhos saltem para fora, não precisa se desesperar, mas leve-o a uma clínica veterinária o quanto antes. 

Quanto mais tempo ele ficar com o olho “saltado”, maior o risco do olho bater em algum lugar e aí sim, causar uma lesão maior.

Além é claro, da dor que ele deverá estar sentindo.

Esta situação pode acontecer quando o cão sofre alguma pressão como forçar a coleira, apertar ou ainda devido a alguma complicação no sistema ocular. Daí a importância das consultas com o veterinários estarem sempre em dia. 

Em cães braquicefálicos, como a raça Pug, sempre use o peitoral, nunca use uma coleira para passear com ele! 

A pele é sensível e precisa de shampoos especiais e as escovações quase diárias.

Para limpar pode-se usar um pano seco ou lenço umedecido para estes cães.

Sua capacidade respiratória não é muito desenvolvida devido a sua anatomia mesmo, então exercícios físicos intensos devem ser evitados.

O excesso de esforço pode acarretar problemas cardiorrespiratórios. 

Que fique claro que a hipertermia (aumento da temperatura corporal) nos Pugs podem acabar ocasionando até mesmo a morte pela dificuldade natural que eles tem para perder calor.

Se o tempo estiver muito quente é bom evitar os passeios, pois ao ficar encalorado ele se cansa muito rápido e pode ficar estressado.

Sempre prefira os passeios no início da manhã ou no final da tarde e noite.

Ele costuma viver em média de 12 à 15 anos.

Raça Pug: Curiosidades

  • A esposa de Napoleão, Josephine Bonaparte, tinha um Pug chamado Fortune (fortuna, em inglês). Na época em que ela ficou presa, seu cãozinho era o único que tinha permissão para visitá-la. Para se comunicar com sua família, a imperatriz usava sua coleira para esconder mensagens;

  • Em seu país de origem, a China, os criadores forçaram alguns cruzamentos para que houvesse na testa do cão uma ruga que lembrasse o caractere chinês que significa “príncipe”, já que Pug era o cão oficial da realeza antiga daquele país;

  • A raça surgiu na China, na dinastia Han, em épocas antes de Cristo. Os Pugs pertenciam aos imperadores e tinham escravos e guardas próprios. Eram chamados de Lo-sze ou “Foo Dog”;

  • Cães muito parecidos com os Pugs também foram registrados no Tibet e Japão antigos;

  • Dizem que um Pug salvou a vida de Guilherme I de Nassau (regente dos Países Baixos Holanda, Zelândia, Utrecht e Borgonha de 1544 à 1584) quando este sofreu um ataque surpresa das forças espanholas. Seu cãozinho ouviu o barulho e passou a fazer tanto estardalhaço que seu tutor despertou e conseguiu evitar a invasão a tempo. Daí em diante passou a ser a raça mais querida da corte Holandesa;

  • A raça já foi chamada de Carlino na Itália, Mops na Alemanha e Doguillo na Espanha;

  • Acredita-se que o nome Pug venha do latim “pugnos”, que significa “punhos” que seria devido ao fato de seu focinho ser achatado e lembrar um punho humano;

  • Em 1725 o Pug era muito popular nas côrtes da Espanha. Era cia comum das nobres na época.

Pug certamente vale muito como um grande amigo, pois o que faz de melhor é estar sempre ao lado de seu tutor e não costuma dar nenhum problema com crianças e outros animais. Muito pelo contrário, é tranquilo e ao mesmo tempo, brincalhão.

 

Com os cuidados que todo cão deve ter, esta raça está pronta para aceitar todo carinho que possam ser dispensados à ela e retribuir muito bem!

Recomendados Primeiro Para Você: