Ração Vegana para Cachorro: um Perigo Iminente!


Se você está pensando em usar ração vegana para cachorro, muito cuidado!

Temos por hábito achar que tudo o que nós “seres humanos” podemos comer, também podem ser oferecidos aos nossos cães, mas não é bem assim…

Posso citar aqui rapidamente um alimento que nós adoramos, mas que é muito prejudicial ao cachorro, que é o chocolate! Eu já escrevi um artigo especificamente sobre isso, se quiser saber mais, você pode ler aqui.

Mas tudo bem, ninguém almoça e janta chocolate, né?

Mas nós temos uma característica de sermos onívoros, ou seja, podemos comer tanto carnes e vegetais sem problemas para nossa saúde. Inclusive, se quisermos ser Veganos (aquelas pessoas que tomam a decisão de não consumir nada de origem animal. Não comem carne, frango, peixe, ovos e nem derivados lácteos), nós podemos, mas não os cães e gatos!

Caso você esteja procurando por um curso de Alimentação Natural Precisa para cães e gatos, veja este aqui.

Como disse o veterinário Aulus Cavalieri Carciofi, professor da UNESP de Jaboticabal e um dos maiores nomes em nutrição animal do Brasil e do mundo, em entrevista para o blog do jornal Estadão (link no final deste artigo).

“Cães e gatos não podem ser veganos! Essa é uma opção nossa. Não deles! Se não quer comprar alimento com sofrimento de outros animais, tenha um pet herbívoro, como coelhos, alguns pássaros, jabuti, etc”.

Além disso ele chama atenção para alguns mitos importantes, então vou colar aqui abaixo esse trecho da reportagem da LUIZA CERVENKA DE ASSIS.

MITOS:

Ração dá câncer

Não há estudo algum apontando uma relação direta entre o consumo de ração e o aumento dos casos de cânceres. Segundo Dr Aulus, há uma má interpretação dos dados científicos: “com a chegada da ração, os cães comem diariamente todos os 38 nutrientes necessários para manutenção da sua vida. Por isso, são mais saudáveis, ficam menos doentes e vivem mais. A doença mais comum da velhice de cães, gatos e seres humanos é o câncer”.

Cães e gatos veganos

Além da proteína, os cães precisam muito de vitamina A. Nós, humanos, transformamos facilmente o beta-caroteno da cenoura nesta vitamina. Todavia, isto não ocorre nos cães. Eles precisam do nutriente já pronto, o qual só é encontrado em produtos de origem animal. “A questão não é viver com ou sem a proteína da carne, mas todos os aminoácidos e vitaminas encontrados somente neste tipo de alimento. Se não há carne na alimentação, precisa suplementar com produtos químicos, sintéticos” elucida Dr Aulus. Isso sem entrar na necessidade do gato em ingerir taurina, também somente encontrada na carne animal.

Longevidade

Mais uma vez, não há estudos relacionando o tipo de alimentação com a expectativa de vida. “O único estudo que há utilizando o fator longevidade é sobre obesidade. Já foi demonstrado que cães e gatos obesos vivem menos. Somente este!” adverte o médico veterinário.

Corantes e Palatabilizantes

Também não há qualquer estudo apontando a utilização de corantes e palatabilizantes químicos com cânceres e diminuição da expectativa de vida. Todavia, se você quiser optar por alimentos com menos química, sugiro as rações super premium, as quais não utilizam corantes e seus palatabilizantes são, normalmente, de fígado de boi ou frango.

Se está em dúvida sobre a alimentação vegana, Dr Aulus propõe um teste. “A melhor e maior prova de que cães e gatos não optam pela alimentação vegana é colocar dois potes: um com alimentação vegana e outro com alimentação com carne, frango ou similares. Em 100% dos casos eles vão preferir o alimento com proteína animal. Eles não são veganos por natureza”.

Isso sem falar na natureza caçadora de cada espécie. Não podemos nos esquecer que cães são primos do lobo e gatos são mini-onças domesticadas.

Como detectar se o animal está bem nutrido

Segundo o Dr Aulus, um animal pode manter uma alimentação inadequada para seu porte e estilo de vida por até um ano, até que apareçam os primeiros sintomas. Quando se nota, pode ser tarde demais e muitos problemas de saúde já existirem. Além disso, os exames necessários para verificar as taxas nutricionais são complexos e caros. Não é qualquer exame laboratorial que consegue diagnosticar.

(FIM DO TRECHO DA REPORTAGEM)

Portanto, muito, mas muito cuidado com ração vegana para cachorro! Num primeiro momento você pode até achar que ela não faz mal, mas a médio e longo prazo, ninguém sabe ao certo todos os danos que ela poderá causar ao organismo do seu cachorro pela falta das proteínas, aminoácidos e vitaminas de origem animal. Não há estudos ainda sobre esses danos!

Logo, se eu fosse você, não testaria o seu filho de quatro patas com ração vegana para cachorro.

 

Link para a reportagem do Estadão:

http://emais.estadao.com.br/blogs/comportamento-animal/racao-vegana-para-caes-e-gatos-e-a-nova-enganacao-do-mercado/

Recomendados Primeiro Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *