TOSSE DOS CANIS: O QUE É; SINAIS CLÍNICOS; COMO PREVENIR E TRATAR.


O QUE É A TOSSE DOS CANIS?
A Traqueobronquite Infecciosa Canina, popularmente conhecida como Tosse dos Canis, é uma doença respiratória contagiosa dos cães que se manifesta por tosse e aparentemente não provocada pelo vírus da cinomose. Este fato é importante, pois como vou falar a seguir, os sinais clínicos são muito parecidos com o da cinomose!
 
 
 A doença geralmente acomete o epitélio respiratório, causando lesão e envolve também infecção viral, seguidas pela invasão do tecido lesado por bactérias, fungos, micoplasmas, parasitas ou outros microorganismos virulentos, resultando em lesões e sinais clínicos adicionais.
Os cachorros que vivem em locais quase sempre com condições higiênicas precárias ou abaixo do mínimo necessário, são mais acometidos. Normalmente nestes casos, encontram-se aqueles filhotes de criadores de “fundo de quintal”, cães de abrigos de animais e até em pet shops e por isso é chamada de Tosse dos Canis.
 
 
A idade dos cachorros acometidos varia de 6 semanas à 6 meses. Entretanto, pode se desenvolver em cachorros de todas as idades e frequentemente com doença subclínica (que ainda não se manifestou) preexistente das vias aéreas.
Não há predisposição racial nem sexual.
 
SINAIS CLÍNICOS DA TOSSE DOS CANIS:
Vão estar relacionados principalmente com o grau de lesão do trato respiratório e idade do cachorro acometido.
Pode ser inexistente, moderados ou até mesmo graves evoluindo para pneumonias!
A maior parte dos causadores são agentes virais, bacterianos e micoplasmas que se espalham rapidamente dos cachorros aparentemente saudáveis para outros no mesmo ambiente.
 
Os sinais se iniciam cerca de quatro dias após a exposição ao agente infectante.
Normalmente os cachorros aparentemente saudáveis vão apresentar tosse, que pode ser seca e grasnante, suave e seca, úmida e intermitente ou contínua, seguida por ânsia de vômito ou expectoração de muco.
Nesses animais, a excitação, o exercício, alterações na temperatura ou na umidade do ar inspirado, uma pressão delicada sobre a traqueia (por ex. no uso da coleira), induzem um acesso de tosse.
Nos casos mais graves, o animal diminui muito o apetite ou até mesmo deixa de comer; a tosse (quando notada) é úmida e com secreção; pode-se observar letargia, perda de peso, dificuldade respiratória e intolerância ao exercício.
PREVENÇÃO DA TOSSE DOS CANIS:
Vacinação!
Os filhotes podem ser vacinados por via intranasal (vacina específica para isso) já com 2 a 4 semanas de vida sem interferência com os anticorpos maternos e após a revacinação anual.
 
 
 
 
No caso da vacina via subcutânea, é administrada em duas doses com intervalo de 3 a 4 semanas, com início nos filhotes a partir de 6 a 8 semanas.
 
TRATAMENTO DA TOSSE DOS CANIS:
JAMAIS TENTE TRATAR O SEU CACHORRO SEM ORIENTAÇÃO DE UM MÉDICO VETERINÁRIO!
No caso da doença não complicada o tratamento é sintomático podendo ser utilizado antibiótico (a critério do médico veterinário!).
No paciente com doença complicada e/ou pneumonia, é indicado a internação com administração de fluidos e antibióticos.
O dono deve isolar o cão dos outros animais; os cães infectados podem transmitir o(s) agente(s) antes do início dos sintomas e em seguida até que se desenvolva a imunidade.
A evolução natural da doença não complicada se não tratada é em torno de 10 a 14 dias, por simples restrição aos exercícios e prevenções de excitações, ou seja, repouso absoluto!
No caso da evolução da doença grave, o tratamento até a cura pode demorar de 2 a 6 semanas.
 
Os animais que morrem quase sempre desenvolvem pneumonia grave que acometeu múltiplos lobos pulmonares!
OBSERVAÇÃO – TOSSE DOS CANIS!
Ficar muito atento a esses sinais de tosse e caso o seu animai não tenha sido vacinado, lembrar que os sintamos clínicos da CINOMOSE são muito parecidos! Portanto, leve logo o seu cachorro ao médico veterinário para o correto diagnóstico!
Fonte: Adaptado – Clínica Vet. Em 5 min. Esp. Can. e Fel.
TEXTO ADAPTADO: Dr. Alexandre Figueiredo

Recomendados Primeiro Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *