8 razões científicas para você socializar o seu cachorro


Por que Socializar o seu cachorro? Primeiramente cães são animais sociáveis e isso remonta de sua ancestralidade com os Lobos, que sempre andam com sua matilha. 

Portanto, privar tal coisa deles não seria apenas um pecado contra o cão individualmente,  mas seria um crime contra a própria natureza, por assim dizer. 

A ciência realmente provou que os cães precisam de socialização para serem felizes e saudáveis e você vai entender isso nesse artigo.

Seria ótimo se cada dono de cachorro pudesse ter sua própria matilha, mas a realidade é que nem todos nós podemos pagar ou cuidar de muitos cães ao mesmo tempo. No entanto, há evidências claras de como e por que é crucial para todos os donos de cães socializarem seus animais de maneira adequada, especialmente para donos com apenas um cão na casa.

Existem várias razões para isso, e elas podem variar desde:

  • lidar com a saúde mental do seu companheiro canino
  • até como os cães interagem com outros animais e também com outras pessoas. 

Se você quer garantir que seu cão cresça e se torne um cão amigável, saudável e feliz, você precisa garantir que ele receba a socialização necessária desde o início.

8 razões para socializar o seu cachorro

1- Socializar o seu cachorro reduz o medo e a ansiedade

Os cães que não são socializados adequadamente têm medo de ambientes novos ou incomuns. Isso pode ser evitado expondo cães, especialmente filhotes, a várias situações e ambientes.

Em um estudo realizado em cães jovens que tiveram suas experiências iniciais restritas, incluindo nenhuma oportunidade de socializar com outros cães, houve um efeito no comportamento emocional, incluindo medo e ansiedade.

Em geral, em resposta ao medo, os cães liberam um hormônio do estresse chamado cortisol, que é como os cientistas medem o nível de ansiedade em cães ( Villiers et al. 1997 ). No estudo mencionado, a quantidade de cortisol liberada depende de quão socializado o animal era; isto é, animais mais socializados liberam menos cortisol e adrenalina.

  • Por exemplo: o cortisol alto pode levar a um comportamento alimentar subsequente, o que pode afetar o peso e a saúde geral do cão.

2- Socializar o seu cachorro permite maior e melhor conexão entre ele e o tutor

As interações entre cães não são a única forma de socialização importante para o seu animal de estimação. É igualmente importante formar um vínculo humano-cão.

Em suma, a relação entre humanos e cães pode ser análoga à relação entre pais e filhos. 

A socialização extensiva entre cães e humanos pode resultar no favorecimento do seu cão e ser mais responsivo ao seu dono do que uma pessoa desconhecida e estranhos.

3- Os exames veterinários serão muito menos difíceis

Muitos cães demonstram medo ou ansiedade quando visitam o veterinário. 

Na verdade, os dados mostram que aproximadamente 78,5% dos cães apresentam algum tipo de comportamento de medo quando na mesa de exame (Doring et al. 2009). . 

Os cães que foram devidamente socializados ficaram significativamente menos amedrontados durante os exames veterinários do que os cães que não foram expostos a essas situações, tornando a visita ao veterinário mais fácil para o dono, o veterinário e o cão.

O medo e a ansiedade podem dificultar a realização de exames físicos pelos veterinários. Foi demonstrado que o medo pode resultar em uma série de mudanças fisiológicas nos cães, incluindo um aumento na frequência cardíaca, níveis mais elevados de hematócrito e níveis mais elevados de cortisol e progesterona, nenhum dos quais é bom para os caninos.

O aumento da frequência cardíaca de um cão causado por estresse no veterinário torna difícil para eles diagnosticar doenças cardíacas graves . 

  • Por exemplo: taquicardia sinusal é uma doença cardíaca caracterizada por uma frequência cardíaca acelerada. Em alguns casos, o uso de um sedativo pode ser necessário para examinar adequadamente seu cão. A sedação pode apresentar vários riscos, incluindo o risco de arritmia cardíaca.

4- Manter o cão em forma

Socializar seu cachorro oferece a ele a oportunidade de brincar com outros animais de estimação. Para os cães, brincar não significa ganhar ou perder; Essa é uma alternativa para contribuir à boa forma física, já que exercícios são essenciais para a saúde geral.

Estudos mostram que cães solitários são normalmente mais inativos, gastando aprox. 72% a 85% do tempo dormindo; no entanto, quando os cães têm a oportunidade de socializar com outros cães, apenas 4-5% do tempo é gasto inativo.

A inatividade pode levar a uma série de problemas de saúde em cães, incluindo obesidade. A obesidade é considerada o distúrbio nutricional número um entre os cães.

Não é segredo para os donos de animais de estimação que cães com sobrepeso e obesos têm maior probabilidade de ter um grande número de problemas de saúde, correm o risco de morte prematura e geralmente estão predispostos a uma série de outras doenças:

  • Doença ortopédica
  • diabetes mellitus
  • doença cardiorrespiratória
  • distúrbios urinários
  • distúrbios reprodutivos
  • neoplasia
  • doenças dermatológicas
  • complicações anestésicas

Manter seu cão em forma não apenas evitará uma série de problemas de saúde, mas também aumentará sua expectativa de vida.

5- Compreensão da estrutura social

A socialização com outros animais é importante no desenvolvimento de estruturas sociais, incluindo as relações hierárquicas entre os cães. 

A interação com outros cães, assim como com os humanos, ajuda os cães a desenvolver papéis de líderes e seguidores. Isso é benéfico para a saúde mental do cão.

Os especialistas caninos explicam como os cães costumam brincar para formar laços sociais com seu dono, bem como com outros cães. Pesquisas que remontam a décadas atrás e confirmadas hoje mostram como essa forma de jogo social, principalmente em filhotes, ajuda a desenvolver a organização social dos cães quando adultos.

A socialização em grandes grupos pode ensinar os cães sobre:

  • aprendizagem, 
  • competição 
  • e cooperação. 

Mesmo a simples observação de outros animais brincando pode fornecer informações sociais importantes para seu cão.

6- Socializar o seu cachorro melhora o bem estar emocional

Está provado que a companhia é absolutamente necessária para o bem-estar emocional do seu cachorro. 

É vital que cães jovens consigam muito tempo e atenção para se tornarem cães adultos. Estudos sobre privação social em cães mostraram que o comportamento pode se tornar anormal. 

Além disso, o isolamento social pode levar a sinais de depressão , como manter-se isolado e não interagir com outras pessoas quando adultos.

A privação social pode resultar em um comportamento pouco típico da espécie, como a falta de higiene, por exemplo.

7- Inteligência e comportamento aprimorado

Bem como os humanos, os cães exibem uma profunda capacidade de aprender e se comportar imitando outros de sua espécie. Em um estudo realizado com 60 cães jovens Labrador e Golden Retriever, verificou-se que os grupos de socialização, além do treinamento, resultaram em uma maior taxa de sucesso de cães no programa de cão-guia ( Batt et al. 2008 ).

A pesquisa também demonstrou como socializar seu cachorro adequadamente pode resultar em uma série de atributos comportamentais positivos em cães, como orientação, determinação, curiosidade e confiança. A socialização também pode melhorar os sinais comunicativos entre os donos e seus cães, que têm o potencial de facilitar as interações sociais.

Aproximadamente 31% dos cães que vivem individualmente sofrem de problemas comportamentais de acordo com o estudo mais recente, em comparação com apenas 11% nos que dividem a casa com outro cão. 

8- Agressão reduzida

Por último, mas definitivamente não menos importante, é o fato de que a socializar seu cão de forma adequada reduzirá o comportamento agressivo e os problemas relacionados à agressão em cães. 

Aproximadamente 52% de todos os problemas de comportamento com cães estão relacionados à agressão (Fatjo et al. 2007). . 

Apesar da crença de que, ter mais de um cachorro pode aumentar as brigas, 91% dos confrontos sociais entre cães são resolvidos por meio de rituais comportamentais típicos, ao invés de agressão.

Cães que não tiveram oportunidades de brincar e se socializar tinham maior probabilidade de ficar irritados e resultam em uma série de problemas comportamentais caninos típicos, incluindo ansiedade e agressão.

Isso demonstra a importância das experiências sociais no início da vida no desenvolvimento subsequente de comportamentos desejáveis.

Por fim

Uma das piores coisas que um dono de cachorro pode fazer a seus companheiros caninos seria isolá-los do mundo em geral. A exposição a diferentes coisas, ambientes, uma variedade de situações e especialmente outras pessoas e cães faz maravilhas indescritíveis para a mente, saúde e bem-estar dos cães, como os mencionados acima.

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

INSCREVA-SE também no canal do Youtube! 

https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:

https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:

https://instagram.com/dicasboaspracachorro

http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

Recomendados Primeiro Para Você: