9 dicas para cuidar dos dentes do seu cachorro


Iremos lhe ajudar com 9 dicas para cuidar dos dentes do seu cachorro.

Seu cachorro escova os dentes?

Certificar-se de que o seu cão recebe cuidados dentários adequados é essencial para a sua saúde e bem-estar.

 

Doença Periodontal e periodontite são problemas de saúde comuns e graves em cães, o que pode levar ao desenvolvimento de problemas ainda mais perigosos e até mesmo a morte do animal.

 

O que é a Doença periodontal?

Com base em um levantamento de veterinários, foi relatado que aproximadamente 85% dos cães com mais de quatro anos sofrem de alguma forma de doença periodontal, com o maior risco entre os cães pequenos.

Este tipo de doença é caracterizada por dor, perda de dentes e infecção.

 

Doença Periodontal começa com bactérias na boca de um cão que forma placa e cálculo dentário (Tártaro) na superfície de seus dentes.

 

A placa e cálculo pode se espalhar sob a linha de gengiva do cão, causando danos aos tecidos de apoio, e potencialmente levando o seu cão para o caminho de perder dentes.

 

9 dicas vitais para cuidar dos dentes de cão

1 – Escovem os Dentes Do Cão.

A saúde dentária humana não é a única que tem sido extensivamente estudada nas últimas décadas. 

Há muitos estudos agora que mostram o quão frequente escovar os dentes do seu cão tem sido citado como a melhor maneira de prevenir a doença periodontal e remover placa em cães.

 

Porquê apenas o simples processo de escovação?

Isto é porque a estimulação mecânica causada por escovar os dentes do seu cão aumenta a proliferação de fibroblastos e epitélio juncional. 

 

Os fibroblastos são células importantes nos dentes caninos, porque eles ajudam na reparação e remodelação dos dentes danificados causados pela carga mecânica.

 

Força e duração da escovação dos dentes do seu cão também têm um efeito.

 

Você precisa aplicar alguma pressão (mas não muita) ao escovar os dentes do seu cão, pois assim ajuda na proliferação do antígeno nuclear celular PCNA (é importante para a proliferação celular do desenvolvimento de dentes durante o processo de reparação).

 

2 – Use escova de dentes própria para cães

O design de escova de dentes do seu cão importa, bem como em quão eficaz essa escova de dentes será.

Por exemplo, descobriu-se que uma escova de dentes com cerdas de polietileno era superior a uma escova de dentes de nylon. Isto é porque as escovas de polietileno causam menos danos ao tecido gengival.

Você pode ver esses modelos da foto clicando aqui

 

Geralmente, um veterinário irá recomendar uma escova de dentes para cão macia ou média.

3 – Use pasta de dentes própria para cães

Usar uma pasta de dentes específica para um cão é importante. Muitas pastas de dentes humanas podem ser perigosas e tóxicas para os cães, se engolidas. O mesmo vale para escovas de dentes específicas do cão, que são realmente uma mão na roda para o tutor. 

 

Uma escova de dentes de cão é projetada para facilitar o trabalho ao escovar os dentes do seu animal de estimação regularmente.

 

As pastas de dente humanas, como Colgate, contém um ingrediente chamado flúor, uma substância que tem demonstrado ser tóxica para os animais. Envenenamento agudo por fluoreto pode levar ao aparecimento de arritmias ventriculares letais.

 

Também é importante evitar os seguintes ingredientes na pasta de dentes do seu animal de estimação. Muitos dos quais são frequentemente encontrados em pastas de dentes humanas:

🔸 Cores e sabores artificiais: como um exemplo, azul FD&C #1 é uma cor artificial que tem efeitos tóxicos e cancerígenos em cães.

🔸 Conservantes artificiais: a utilização de BHA, BHT ou propilenoglicol pode perturbar o sistema endócrino ou ser carcinogênica. Como substitutos para estes, é recomendado que a pasta de dentes do seu cão inclua conservantes naturais, tais como vitamina C e vitamina E.

🔸 Milho, Glúten ou soja: estes ingredientes são tipicamente preenchedores, em vez de ingredientes ativos, que podem ser prejudiciais para os cães. Por exemplo, o glúten pode causar inflamação e reações alérgicas.

🔸 Sorbitol: Sorbitol é geralmente adicionado em pasta de dentes como um adoçante e um conservante. No entanto, em cães, o sorbitol pode resultar em danos renais.

 

Faça você mesmo:

Você também pode fazer a sua própria pasta. Uma simples mistura caseira de bicarbonato de sódio, sal e água para formar uma pasta pode ser uma boa alternativa a uma pasta de dentes para cães comercial, se você quiser economizar dinheiro. Porém, se você pudesse perguntar para o seu cão, qual que ele iria preferir, com certeza seria uma feita exclusivamente para cães, pois tem um saber que eles gostam!

 

4 – Escove os dentes de seu cão uma vez ao dia

A razão para escovar os dentes do seu cão pelo menos uma vez por dia é a mesma que nós mesmos escovamos os dentes diariamente – estudos mostram que é a maneira mais eficaz de prevenir problemas dentários.

Por exemplo, há um estudo mais antigo com 12 cães Beagle com defeitos periodontais induzidos artificialmente que mostrou que escovar 7 vezes por semana era benéfico para estabelecer e manter a saúde gengival em comparação com a frequência de escovação de 3 vezes ou uma vez por semana.

 

Ao contrário disso, um estudo semelhante no mesmo ano descobriu que a frequência de escovagem crítica em cães Beagle foi 3 vezes por semana, o que significa que esta é a quantidade mínima que você absolutamente precisa para escovar os dentes do seu animal de estimação semanalmente.

 

Escovar os dentes do seu cão não tem que tomar muito do seu tempo, e uma vez que você aperfeiçoar a técnica, ela vai levar apenas alguns minutos do seu tempo todos os dias.

 

5 – Alimentos Secos Para Cães Podem Ser Melhores

Em geral, a consistência dos alimentos desempenha um papel importante na formação de problemas periodontais. 

 

Na verdade, indivíduos em uma dieta de alimentos moles pode resultar em gengivas onde os tecidos podem ser moles, vermelho escuro, e mais propensos a sangramento, e isso foi encontrado em alguns estudos antigos. 

 

Uma dieta de alimentos duros, por outro lado, pode resultar em tecido que é mais resistente a lesões.

 

A comida seca exige mastigação vigorosa que está ligada a uma menor incidência e prevenção de doença periodontal em cães. 

 

Mastigar alimentos duros e secos para cães tem um efeito de depuração nos dentes, semelhante a uma escova de dentes, mas isso é principalmente baseado na teoria e pouca pesquisa científica está disponível.

 

6 – Brinquedos Para Mastigar caninos

Dar brinquedos de morder não é apenas para entreter o seu cachorro; ele pode ser muito útil para os dentes do cão também.

Estudos mostram que o uso diário de uma mastigação foi eficaz na redução da acumulação de placas e cálculos na superfície dos dentes do animal, também reduziu a gengivite e o mau hálito.

Mais tamanhos e modelos desse brinquedo, você encontra aqui.

 

7 – Visitar o veterinário regularmente

Como os humanos, os cães devem visitar regularmente um veterinário para cuidados orais. 

 

Visitas frequentes ao veterinário podem ter o efeito benéfico de adiar a perda de dentes e manter a função dentária do seu cão. 

 

Seu veterinário será muito mais apto para detectar problemas potenciais antes de se tornar grave, e notar se você tem falhado em cuidar dos dentes do seu cão. 

 

Recomenda-se que os cães recebam cuidados dentários do seu veterinário pelo menos de 6 em 6 meses, de modo a juntá-los com os seus exames veterinários regulares.

 

8 – Dieta Dentária Especialmente Formulada

Alimentar o seu cão uma dieta de alimentos para cães que é manipulada, misturado e processada especificamente para a saúde oral canina é 39% mais eficaz na luta contra a placa e gengivite do que a maioria das outras marcas padrão de alimentos para cães, de acordo com a pesquisa.

 

Alimentos de dieta dentária canina geralmente incluem ingredientes que são comprovadamente para reduzir a construção de tártaro e placa. Certifique – se de consultar o seu veterinário antes de mudar de dieta do seu cão, e também prestar atenção ao perfil nutricional.

 

9 – Suplementação com cálcio e vitamina D

O cálcio é um mineral que é crucial para os ossos e a saúde dentária, e tem sido mostrado em estudos para ajudar a formar dentes fortes e gengivas saudáveis. 

 

Além dos benefícios para os dentes, o cálcio também tem benefícios para os ossos do seu cão e outros problemas de saúde, aumentando o volume total do osso, de acordo com alguns estudos mais antigos.

 

É importante notar o seguinte:

Se você está aumentando a ingestão de vitamina D do seu cão através de suplementos ou uma dieta que é muito alta em vitamina D (por exemplo, um aumento de peixe ou adição de óleo de peixe), em seguida, a ingestão de cálcio também deve ser aumentada em conformidade. 

 

Isto porque a vitamina D, quando ingerida, toma cálcio do corpo do cão (ou seja, dos seus ossos), portanto, uma fonte extra de cálcio deve estar sempre presente para evitar efeitos negativos da vitamina D.

 

Logo, é de fundamental importância que isso seja feito acompanhado por um médico veterinário que trabalhe com a área de nutrologia.

 

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

 

 

INSCREVA-SE também no canal do Youtube!
https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:
https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:
https://instagram.com/dicasboaspracachorro
 http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

Recomendados Primeiro Para Você: