Alergia em cachorro: Saiba como identificar e evitar


Pode parecer estranho, mas a alergia em cachorro é muito mais comum do que você pensa. 

 

➡  Erupções cutâneas, 

➡  arranhões excessivos, 

➡  espirros, 

➡  corrimento ocular, 

➡  tremores da cabeça, 

➡  Ranger, 

➡  mastigação e 

➡  infecção 

 

São todos sinais de uma possível alergia em seu cachorro e podem ser desencadeados por diferentes alérgenos, incluindo certos ingredientes em alimentos, produtos químicos, elementos ambientais, fatores sazonais e plantas tóxicas, por exemplo. 

Além disso, certas raças como: 

Pug, Buldogue inglês, Boston Terrier, Labrador, Cocker Spaniel, Poodle, Maltês, Golden Retriever e Pit Bull Terrier são mais propensos a desenvolver alergias do que outros. 

 

Aqui estão algumas alergias em cachorro mais comuns e que todos os tutores devem estar cientes.

 

1 – Alergia em Cachorro: Alimentar

De acordo com estudos científicos, os alimentos são responsáveis por 10% de todas as alergias em cachorros. Essa é uma porcentagem enorme, mas é importante lembrar que há uma diferença entre sensibilidade ou intolerância alimentar e uma verdadeira alergia alimentar em cachorro. 

 

Se houver sintomas como: 

urticária, 

inchaço, 

comichão, 

diarreia, 

vômitos, 

 

É provável que o seu cão seja alérgico a alguma coisa na comida. Os alérgenos alimentares comuns incluem proteínas como: carne e frango, laticínios, trigo, ovos e soja. Se suspeita que seja este o caso, leve o seu cão ao veterinário imediatamente. 

É vital não só lidar com os sintomas, mas também investigar a fonte da reação. 

Depois desse processo, temos recursos e planos para alimentar um cachorro que está sofrendo com alergia alimentar.

 

Atenção:

A raça ou o sexo dos cães não tem relação com alergias alimentares. A alergia em cachorro pode aparecer tanto em fêmeas quanto em machos, bem como castrados e não castrados. Todos têm uma probabilidade igual de desenvolver alergias alimentares. E os sintomas da alergia em cachorro podem aparecer a qualquer momento ao longo da vida: em cachorros de 6 meses e até cães idosos de 12 anos.

 

2 – Alergia em Cachorro: Pulgas (Dermatite alérgica à Picada de Pulgas)

Pulgas são uma causa comum de coceira excessiva e inflamação em cachorros. Na verdade, só é preciso uma única saliva de pulgas para incitar uma reação muito poderosa!

Felizmente, este problema pode ser facilmente diagnosticado e resolvido através da aplicação de um produto que mata pulgas como um tratamento pontual. 

Em casos extremos, pode até ter de recorrer a anti-histamínicos orais, corticóides e antibióticos

Observe o seu cão diariamente e inspecione-o de perto.

Dê banhos regulares com um shampoo sem sulfato e use um produto recomendado pelo veterinário para livrar-se de uma infestação existente. 

Não é muito fácil se livrar das pulgas, ainda mais quando elas já estão instaladas na sua casa, mas é um processo simples. 

 

3 – Alergia em Cachorro: Dermatite Atópica

Essa alergia na pele em cachorros é geralmente sazonal e é causada por hipersensibilidade a ácaros, pólen, certas plantas e placas de mofo

Os sintomas incluem vermelhidão, dor e comichão que, se não for tratada, podem levar a floculação e infecção. 

Infelizmente, não existe uma cura simples para essa alergia em cachorro, mas a manutenção e cuidado é certamente possível. 

O seu veterinário provavelmente irá prescrever um shampoo medicinal que ajudará a reduzir o desconforto e a coceira. 

Limpe a sua casa muitas vezes e, se possível, mude para produtos de limpeza não tóxicos.

Evite mantê-los em um local com carpetes e procure cobrir as caminhas com um lençol de plástico para manter os ácaros de poeira longe. 

Por último, mantenha a pele do seu cão hidratada usando condicionadores com ceramidas nele. Em casos graves, podem ser necessários anti-histamínicos e antibióticos.

No caso dos cães diagnosticados com dermatite alérgica, o ideal é que eles sejam acompanhados por um médico veterinário dermatologista, pois ele terá que ser acompanhado a vida inteira, pois terá recaídas e a pele vai piorar.

 

4 – Alergia em Cachorro: Alergia por contato

Também conhecida como dermatite de contato, geralmente se manifesta na forma de irritação, vermelhidão, ou uma erupção cutânea

Como o nome sugere, isto significa simplesmente que essa alergia em seu cachorro surgiu porque ele entrou em contato com algo. 

Pode ser difícil encontrar a fonte, especialmente se for repetitivo, mas tentar segui-lo através da sua rotina diária pode ajudar a identificar a causa. 

Os culpados comuns incluem produtos químicos de limpeza, odorizadores de ambiente, perfumes, tecidos, ou como mencionado no ponto anterior, certas plantas de casa

Se você não pode descobrir por conta própria, consulte um veterinário que normalmente recorrerá a um teste patch (teste de contato) para chegar a causa dele.

 

5 – Alergia em Cachorro: Medicamentosa

Tal como nós, os cães podem rejeitar alguns medicamentos. Sempre que o seu veterinário prescrever algo novo, certifique-se de monitorar o seu cão para possíveis reações alérgicas.

Atente-se para: reações gastrintestinais, urticária, erupções cutâneas, coceira, inchaço e, em casos graves, dificuldade em respirar e pressão arterial baixa

Se detectar algum destes, contacte o veterinário imediatamente. Evite automedicar o seu cão a todo o custo, especialmente com medicamentos humanos.

 

6 – Alergia em Cachorro: Shampoos e Sabão

Se o seu cão está exibindo sintomas como erupções cutâneas, irritação, e inchaço da pele, uma possível causa pode ser uma mudança recente de shampoo ou sabão. 

Shampoos medicados, em particular, podem ter ingredientes ásperos que poderiam fazer o sistema imunológico do cão libertar histamina. 

Se este for o caso, primeiro enxaguar todas as áreas que entraram em contato com o novo shampoo, em seguida, consulte o seu veterinário para um anti-histamínico tópico que irá cuidar da reação. 

Se persistir, o seu veterinário poderá prescrever medicamentos mais fortes ou anti-histamínicos orais.

 

7 – Alergia em Cachorro: Anafilaxia

As reações alérgicas graves são, sem dúvida, as mais assustadoras alergias em cachorro, uma vez que podem ter efeitos fatais se não forem tratadas a tempo. 

Geralmente, a anafilaxia em cães é causada por picadas de abelha, picadas de insetos, antígenos em vacinas e certos produtos químicos. 

Os sintomas incluem comichão, urticária, baba excessiva, vômitos, diarreia, mas principalmente, inchaço. E se esse inchaço for na face é onde o perigo é maior, pois o animal poderá apresentar um edema de glote e não conseguir respirar direito. Se não for tratado a tempo poderá vir a óbito!

Numa reação anafilática sistêmica ou mesmo localizada na cabeça, pode notar dificuldade em respirar e uma coloração azulada nas gengivas e na língua. 

Felizmente, é algo raro em cães, mas se isso acontecer, leve imediatamente para uma clínica veterinária, pois ele vai precisar de uma pronta intervenção.

 

Diagnóstico e tratamento

alergia em cachorro

Pode nem sempre ser fácil diagnosticar o que está provocando a alergia em seu cachorro, mas tem que observar e investigar. 

O veterinário pode sugerir testes alérgicos para determinar a raiz do problema, mas mesmo isto pode ser inconclusivo. 

Há também fatores genéticos que fazem a alergia em cachorro ter uma predisposição a se desenvolver e tornar a vida ainda mais complicada!

 

Se houver uma resposta conclusiva, no entanto, a melhor maneira de tratar a alergia em cachorro é evitar completamente a causa. 

Por exemplo, se é uma alergia alimentar, crie uma dieta aprovada pelo veterinário que mantenha os maus ingredientes fora do cardápio. 

Se ele for alérgico à relva, apare o seu jardim a maior quantidade de vezes possível. 

Se a causa for um produto de limpeza, mude para uma opção natural não-tóxica.

 

É tudo sobre precauções e gestão para dar ao seu cão uma vida o mais confortável e livre de alergia possível!

 

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

INSCREVA-SE também no canal do Youtube!
https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:
https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:
https://instagram.com/dicasboaspracachorro
http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

 

Recomendados Primeiro Para Você: