Cachorro vomitando: quais as causas e o que fazer?


Você fica desesperado quando vê o seu cachorro vomitando sem uma causa aparente? Essa reação é bastante comum, afinal nós amamos e queremos o bem do nosso grande amigo!

.

Neste artigo vou te explicar as principais causas de vômitos nos cães e o que você deve fazer quando isso acontecer.

.

Cachorro vomitando X Cachorro regurgitando

.

Primeiramente, é importante sabermos se realmente o seu cachorro está vomitando ou se está apenas regurgitando a comida.

.

Essa diferenciação é importante para podermos definir o que pode estar causando este episódio e o que pode ser feito para melhorar o estado do animal.

.

.

O vomito é uma expulsão reflexa e forçada de conteúdo gástrico pela cavidade bucal. Já a regurgitação é um movimento retrógrado passivo do conteúdo que ainda está no esôfago (ou seja, ainda não atingiu o estômago) para dentro da cavidade bucal.

.

Então, se o seu cachorro está de fato vomitando, você verá que ele eliminará pela boca o alimento já digerido, já processado, pois este alimento estava dentro do estômago do animal.

.

Mas se ele estiver regurgitando, o alimento sairá pela boca em pedaços, que foram apenas macerados pela mastigação, mas que ainda não foram digeridos.

.

Agora que sabemos reconhecer ao ver um cachorro vomitando, vamos descobrir quais as principais causas deste vômito.

.

Cachorro vomitando: quais as causas?

.

Se você tem um cachorro vomitando é muito importante que você tente descobrir a causa! Isso, muitas vezes, pode ser uma tarefa não muito fácil, pois existem diversas causas que levam o cachorro a vomitar.

.

.

Aqui abaixo, vou listar as principais:

.

– Reações alimentares adversas (por exemplo: mudança súbita de ração, ingestão de corpo estranho, alergias a algum alimento)

– Medicamentos (por ex: antibióticos, antiinflamátorios)

– Inflamação gastrintestinal (por ex: enterite infecciosa, parvovirose)

– Obstrução gastrintestinal (por ex: ingestão de objetos, neoplasias intestinais)

– Doença sistêmica (por ex: insuficiência hepática, uremia)

– Parasitismo (vermes intestinais)

– Intoxicações

.

Como as causas de vômito em cães são muitas, é sempre importante que ao levar o seu cachorro ao veterinário de sua confiança você saiba informar detalhadamente o que aconteceu com o seu animalzinho antes dele começar a vomitar.

.

Por exemplo, informando se o vômito começou repentinamente ou se ele já tem alguns episódios de vômitos há alguns dias (saber dizer quantos dias e a frequência do vômito é essencial).

.

Estas informações podem direcionar melhor o veterinário a descobrir a causa deste quadro clínico.

.

Cachorro vomitando: como diagnosticar?

.

Para diagnosticar um cachorro vomitando, é importante classificar os pacientes como casos críticos ou não. Isto será feito pelo médico veterinário de sua escolha e confiança!

.

.

Se não houver nenhum sinal de vômitos graves (por ex: desidratação, letargia, febre, anorexia ou dor abdominal), o veterinário pode avaliar o seu animal apenas com a anamnese e o exame físico completo.

.

No entanto, se houver indicativos de vômitos intensos, além do exame físico e anamnese, o veterinário poderá solicitar alguns exames laboratoriais ou até mesmo de imagem, dependendo da suspeita que ele tem para estes episódios de vômitos.

.

Os exames de imagem, podem incluir radiografias abdominais simples e/ou contrastadas, especialmente quando se desconfia de ingestão de corpos estranhos e obstruções do trato gastrointestinal.

.

A ultrassonografia abdominal também pode ser útil nestes casos e também para avaliar o fígado e o pâncreas, que podem estar alterados.

.

.

A endoscopia digestiva pode ser útil para avaliar quanto à presença de ulceração gastroduodenal e corpos estranhos duodenais proximais e gástricos.

.

Cachorro vomitando: como tratar?

.

O tratamento de um cachorro vomitando vai depender da causa do vômito e também do estado geral em que o animal se encontra.

.

Como a causa mais frequente de vômitos agudos é a imprudência dietética, os animais que apresentam vômitos não críticos serão tratados em esquema ambulatorial pelo veterinário responsável.

.

Neste período, pode-se realizar uma fluidoterapia no paciente para reposição de eletrólitos perdidos e aos poucos oferecer uma dieta pobre em gordura e facilmente digestível para o animal.

.

.

A recuperação de vômitos não críticos costuma ser rápida e espontânea. Já os pacientes críticos devem ser internados para estabilização do paciente e também para a realização de exames adicionais afim de se descobrir a causa do vômito.

.

Em casos de obstruções por corpo estranho, pode ser necessária a realização de endoscopia ou até mesmo uma intervenção cirúrgica para retirada do objeto.

.

Em todos estes casos, é imprescindível que você leve o seu cachorro que está vomitando ao veterinário assim que possível, pois somente este profissional vai poder te indicar qual a causa e qual a melhor conduta de tratamento deve ser feita para que o seu cãozinho se recupere o quanto antes.

.

INSCREVA-SE também no canal do Youtube! 

https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:

https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:
Instagram: https://instagram.com/dicasboaspracachorro
Facebook: http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

Recomendados Primeiro Para Você: