Como estimular o cachorro a fazer fezes


Nesse artigo @dicasbospracachorro vem te ajudar a como estimular o cachorro a fazer fezes e entender algumas questões relacionadas a esse tema.

É normal um cachorro não fazer cocô durante um dia inteiro?

A frequência dos movimentos intestinais varia de cachorro para cachorro, alguns apenas fazem cocô com mais frequência do que outros. Alguns filhotes fazem cocô após cada refeição, e a frequência é baseada no número de refeições que um cão faz por dia.

Se o seu cão pula um dia ocasionalmente, não é motivo para preocupação, especialmente se o cocô parecer normal. No entanto, depois de 48 a 72 horas sem evacuar, é hora de ligar para o seu veterinário. Pode ser um sinal de um problema de saúde grave.

 

Motivos para seu cachorro não fazer cocô

Primeiro, pense bem nessas questões: 

  1. Seu cachorro tem tempo suficiente para fazer cocô em suas caminhadas?
  2. Seu cachorro tem um local que se sinta seguro dentro de casa onde possa fazer as necessidades? 
  3. Você fez alguma mudança na dieta dele? 
  4. Ele bebeu água suficiente para se manter bem hidratado, especialmente no calor?
  5. Dê uma olhada no traseiro do seu cão. Se houver pelos emaranhados de pelo cobrindo o reto, ele pode não conseguir fazer cocô. Um nó de pelos e matéria fecal, é muito comum em cães de pêlo comprido e atua como um túnel fechado para a passagem de cocô. Se o seu cão tem, você pode tentar removê-lo aparando delicadamente essa pelagem com uma tesoura e luvas. Amolecendo essa camada seca com um pouco de água também poderá ajudar.

Quando Procurar o Veterinário?

Depois de se certificar que seu cão está bem hidratado, acostumado com a comida e o ânus desobstruído e sem bloqueios, seu veterinário pode recomendar aumentar a fibra ou alguma medicação. Por isso é muito importante a ida ao veterinário, uma consulta de rotina e exames rápidos vão lhe ajudar a saber como agir em cada caso em diferentes raças de cães.

1- Se seu cachorro está comendo regularmente, mas não faz cocô todos os dias, verifique se há mais sintomas. Seu cão pode estar se esforçando para fazer cocô, tendo desconforto para evacuar, secando muco ou fezes moles em forma de fita (um sinal de bloqueio do cólon). Se sim, é hora de ligar para o seu veterinário. Anote cada um dos sintomas que você vê, e talvez até mesmo uma foto de sua amostra de cocô e (se você aguentar) o próprio cocô para mostrar ao seu veterinário.

 

+ coco de cachorro: o que a cor e a consistência indicam

2- Se o seu cão tem tido dificuldade em fazer cocô por vários dias, pode haver um acúmulo de matéria fecal seca no cólon. Ele pode precisar da ajuda de um veterinário para remover. Um veterinário pode fazer isso com enemas, supositórios, medicamentos ou remoção manual. Por favor, não tente esses remédios em casa! Podem ocorrer ferimentos graves (e um cão muito irritado).

Por que os cães são tão exigentes ao escolher um local para banheiro?

Pode ser extremamente frustrante não entender por que seu cão é tão meticuloso quanto aos locais onde ele faz o NÚMERO 2. O que diabos ele poderia estar procurando? Por que é tão difícil para ele encontrar o lugar perfeito para atender ao chamado da natureza?

Existem alguns motivos possíveis:

A superfície – cães criados indo ao banheiro na grama podem não entender que também podem fazer cocô no cascalho, no pavimento ou em outras superfícies estranhas. Se houver sujeira no chão (coco antigo que não foi retirado, ou xixi), pode ser desagradável para ele e fazer com que seu penico habitual pareça errado.

Rotina – muito parecida com as crianças, os cães prosperam na ordem e na rotina. Portanto, seu cão só pode fazer cocô depois de dar a volta no quarteirão uma vez, farejar um poste e latir para um cachorro do outro lado da rua.

Estresse – Quando estressados ​​ou ansiosos, os cães podem parar de realizar uma variedade de comportamentos normais, incluindo comer, beber e ir ao banheiro.

Desejo de estar ao ar livre – às vezes, seu cachorro adia o cocô porque sabe que, quando terminar, você o trará de volta para dentro. Se ele quer passar mais tempo fora de casa, sabe que precisa esperar para ir ao banheiro.

Constipação canina

Uma a se considerar, é se o seu cão está ou não constipado, se ele está agachado para fazer cocô e não sai nada, você tem um problema diferente. Você terá que resolver o problema de constipação do seu cão antes de ensiná-lo a fazer as eliminações sob comando.

Pode acontecer por diferentes razões e geralmente pode ser facilmente corrigido, mas alguns cães podem ter constipação crônica. Isso pode levar à obstipação, onde as fezes se tornam mais secas, mais duras e compactas e o cão não consegue defecar.

Causas da constipação canina

Na digestão normal, os resíduos estão cheios de água e eletrólitos à medida que são empurrados através dos intestinos para o cólon por um movimento muscular automático chamado ondas peristálticas. A água é absorvida no cólon e os resíduos são removidos como fezes.

Se esse processo se tornar lento ou prejudicado, o cólon continuará absorvendo água e as fezes ficarão mais duras, secas e possivelmente compactadas.

Algumas das causas mais comuns de constipação em cães incluem:

  • Falta de exercício
  • Dieta pobre
  • Fibra insuficiente
  • Bloqueios de comer itens não alimentares, como lixo, ossos, cascalho ou plantas
  • Muito autocuidado, que leva ao acúmulo de cabelo nas fezes (cão se lambe muito)
  • Idade
  • Hipotireoidismo
  • Problemas renais
  • Aumento da próstata
  • Problemas de glândula anal
  • Desidratação
  • Lesão vertebral
  • Certos medicamentos
  • Cirurgia
  • Estresse
  • Tumores
  • Trauma na pelve

Sintomas de constipação canina

Os sintomas de constipação canina incluem:

  • Falta de defecação por alguns dias
  • Banco duro como seixo
  • Esforço sem produzir muitas fezes
  • Desconforto
  • Defecação dolorosa
  • Defecação difícil
  • Muco com fezes
  • Fezes ensanguentadas

Cães com tendência à constipação: a constipação pode acontecer com qualquer cão, mas é mais comum em cães mais velhos. Isso geralmente é causado por eletrólitos insuficientes ou por um problema renal. O aumento da próstata em cães machos mais velhos também pode causar prisão de ventre. 

Os cães que se limpam com muita frequência ou têm hábitos alimentares inadequados e comem itens não alimentares têm maior probabilidade de sofrer bloqueios e constipação. Uma dieta pobre em fibras, não beber água suficiente ou não fazer exercícios suficientes também pode causar prisão de ventre.

Remédios e prevenção a prisão de ventre em cães

Tratamentos para constipação canina

A prisão de ventre é rara, mas pode acontecer na vida de um cachorro. As causas são múltiplas e, frequentemente, o cão consegue começar a evacuar novamente dentro de alguns dias. No entanto, é importante ficar de olho na matéria fecal para determinar se é saudável ou se é motivo de preocupação.

Se o seu cão está com prisão de ventre, você pode tentar esses métodos para aliviar a dor. Aqui estão alguns remédios caseiros:

  • Purê de abóbora. Este purê é rico em fibras e umidade e ajuda a regular o trato digestivo. 100% purê de abóbora é o melhor. 
  • Alimentos enlatados para cães. Os alimentos mais macios e o maior teor de umidade ajudam a regular o sistema digestivo e a criar fezes mais macias. Você deve misturar comida enlatada com sua comida normal para evitar dores de estômago.

Os suplementos de fibra dietética aumentam as fibras em seus corpos, o que ajuda a amolecer as fezes e regular os movimentos intestinais. Peça ao seu veterinário para recomendar tipos e dosagens específicos de suplementos para seu cão.

  • O acesso à água potável garante que estejam bem hidratados. É melhor encorajar seu cão a beber bastante água. Se eles não estiverem bebendo nada, você deve procurar atendimento veterinário.
  • Exercício. Leve seu cão para longas caminhadas para fazer seus intestinos mexerem e estimular um movimento saudável. Exercícios como correr, buscar e perseguir são ótimas maneiras de promover um trato digestivo saudável.
  • Amaciante de fezes ou laxante. Um veterinário pode recomendar dar um laxante ou amaciante de fezes para seu cão para ajudá-lo a evacuar. Um amaciante de fezes é um tipo de laxante chamado laxante emoliente.
  • Enema. Um veterinário pode administrar um enema para aliviar a constipação do seu cão. Um enema é uma injeção de fluido no intestino grosso através do reto. Não faça um enema sozinho, pois há risco de toxicidade ou ferimentos em seu cão.

 

 

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

INSCREVA-SE também no canal do Youtube! 

https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:

https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:

https://instagram.com/dicasboaspracachorro

http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

 

Matérias disponíveis para você:

Cocô do cachorro: o que a cor e a consistência indicam

 

Recomendados Primeiro Para Você: