Como treinar um cão surdo


Ao pensar em treinar um cão surdo, podemos pensar que é um desafio, mas não é tão difícil assim. Apesar de usarmos muitos comandos por voz, os cães possuem a visão bem desenvolvida e as expressões usadas nesses comando de voz são bem interpretadas por eles.

Sabendo disso, a linguagem corporal, gestos e expressões faciais serão os principais meios de comunicação entre os tutores e os cães, além claro, da ajuda dos amados petiscos.

Confira, 5 dias para treinar um cão surdo:

1. Escolha gestos e os utilize com constância

Tenha gestos que definidos para os principais comandos como (sentar, deitar, ficar) e os utilize com constância. O método da repetição será o mais indicado, e só mude para um próximo comando quando o cão tiver aprendido o primeiro para que ele não fique confuso e misture os comandos.

2. Continue utilizando comandos por voz

Apesar de não ouvirem, as expressões faciais e a linguagem corporal quando damos um comando por voz conseguem ser lidas pelos cães e ajudam a eles entenderem melhor o comando, e a gente a transmitir o que queremos com o gesto realizado.

3. Obtenha a atenção do cachorro

Para que o cachorro aprenda é importante que você tenha a atenção dele completamente. Para conquistá-la você pode usar lanternas e lasers, ou batidas no chão que causem uma certa vibração. Lembre-se apenas de não utilizarem métodos que causem traumas nos cães.

4. Se valha do reforço positivo

Reforço positivo é sempre bem vindo em qualquer treinamento com cães. Recompensar por um comportamento positivo é sempre melhor que reprimir um comportamento inadequado. As formas de recompensa podem ser petiscos, brincadeiras, carinhos qualquer coisa positiva que o cão associe a ação que ele fez logo antes de receber a recompensa.

5. Deixe-o seguro

Promova um espaço que ele se sinta seguro, e mesmo que ele não saiba uma coleira com sininho e medalha com nome e contato do tutor e indicação de que ele é surdo são importantes em casos de fuga.

 

Existem algumas coleiras que dão choque nos animais, mas elas não devem ser utilizadas em hipótese alguma com os animais. Além da repressão física, essas coleiras podem causar traumas que interferem no comportamento e na vida desses cães.

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

INSCREVA-SE também no canal do Youtube! 

https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:

https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:

https://instagram.com/dicasboaspracachorro

http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

Recomendados Primeiro Para Você: