O que significa o comportamento do meu cachorro?


À medida que os filhotes aprendem a andar, a brincar e a captar os comportamentos de outros filhotes, também aprendem a falar. Embora cachorros e cães não usem palavras, eles comunicam o que pensam e sentem por meio da linguagem corporal e de outros comportamentos expressivos. Compreender a linguagem corporal do filhote tornará mais fácil a comunicação com ele.

Como ler e entender o comportamento do meu cachorro através da linguagem corporal dele?

Você pode rir ou murmurar sobre as expressões faciais de seu filhote, mas sua expressividade vai muito além da expressão em seu rosto peludo. Dos olhos à cauda, ​​os filhotes usam todo o corpo para se comunicar.

Olhos: 

Cerrar os olhos e pálpebras caídas indicam felicidade ou prazer, especialmente durante uma atividade agradável como ser acariciado. Olhos bem abertos mostram alerta. Desviar o olhar e evitar o contato visual sinaliza submissão ou estresse, enquanto o olhar fixo é um desafio e um sinal de que seu filhote está afirmando domínio. As pupilas de um cachorro agressivo dilatam quando estão prestes a atacar.

Orelhas: 

Embora o tamanho e o formato das orelhas possam influenciar a facilidade de visualização e compreensão da linguagem auditiva, as orelhas do filhote em alerta máximo ficam eretas e voltadas para a frente. Orelhas apoiadas na nuca é um sinal de medo ou submissão.

Boca: 

Uma boca parcialmente aberta com a língua pendurada indica um filhote feliz e relaxado. Lambendo ou sacudindo a língua como se fosse lamber, mostra apaziguamento. Um filhote que agarra ou belisca a boca ou focinho de outro cão está tentando afirmar o domínio. Esses gestos são muito fáceis de ler, mas o que é menos claro é quando um filhote expõe os dentes. Lábios puxados para cima para expor os caninos é um sinal de domínio e agressão, enquanto lábios separados em um sorriso amigável é um sinal de submissão.

Postura: 

A maneira como seu filhote se carrega diz muito. Cães confiantes, e aqueles que afirmam domínio, andam eretos e se mantêm eretos. Outras posturas dominantes incluem bater, empurrar, inclinar-se e pairar sobre outros cães ou indivíduos. Filhotes que se sentem menos seguros tentarão parecer menores achatando as orelhas, abaixando a cabeça e enfiando a cauda. Levantar uma pata apaziguadora e rolar para expor a barriga também são sinais de submissão ou conforto para você.

Pêlo: 

Até mesmo o pelo do seu filhote pode dizer qual é o seu estado de espírito. Quer seja medroso ou agressivo, um cão em alerta máximo vai eriçar os pelos (o pêlo ao longo de sua espinha ficará em pé).

Cauda:

Você pode pensar que uma cauda abanando sinaliza felicidade e amizade. Mas, dependendo de outros tipos de linguagem corporal, um abanar do rabo pode indicar outros estados de espírito. Se a extremidade posterior ou o corpo inteiro do seu filhote estiver se mexendo, isso é realmente um sinal de que ele está animado e feliz em vê-lo. No entanto, um abanar mais lento pode expressar incerteza e hesitação, enquanto um rabo erguido e abanando rapidamente, mas em um arco estreito, sinaliza medo ou agressão.

Como o comportamento do filhote muda conforme ele cresce?

Certos tipos de comportamento de filhote também correspondem ao seu estágio de desenvolvimento atual.

Dentição: 

Quando os filhotes mordiscam e roem por volta das três semanas de idade, é um sinal de que seus dentes estão crescendo. Roer e mastigar intensamente, juntamente com o aumento da agressividade, por volta dos três a seis meses significa que os dentes adultos estão chegando. Este é um bom momento para dar ao seu filhote um brinquedo de roer e colocar sapatos e outros itens valiosos fora do alcance.

Socialização: 

Por volta das quatro semanas de idade, os filhotes exibem coragem e curiosidade ao se aventurarem para longe da mãe e dos irmãos para explorar. Este é um bom momento para socializá-los, expondo-os a novas pessoas, animais de estimação e experiências.

Maturidade sexual: 

Embora possa variar ligeiramente de raça para raça, os filhotes geralmente atingem sua versão da puberdade por volta dos seis meses. As fêmeas apresentam sintomas físicos semelhantes aos da menstruação humana. Filhotes machos nesta fase podem marcar seu território, tentar vagar para longe de casa e montar quase tudo em seu caminho. Castrar, nestes casos podem ser opções para ajudar a controlar esse comportamento.

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

INSCREVA-SE também no canal do Youtube!
https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:
https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:
https://instagram.com/dicasboaspracachorro
http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

Recomendados Primeiro Para Você: