Mancha da Lágrima em Cães: Como, Por que e o que fazer?


Seu cachorro possui uma mancha marrom na pelagem bem próxima do canto dos olhos, que você já tentou limpar, mas não saiu de jeito nenhum? Bem, o que ele tem na verdade é o que chamamos de Mancha da Lágrima!

Você já ouviu falar sobre isso?

Neste artigo eu vou te explicar um pouco sobre o que é a mancha da lágrima nos cães, como ela se forma, suas causas e como tratá-la.

 

COMO SE FORMA A MANCHA DA LÁGRIMA EM CÃES?

 

A mancha da lágrima em cães é popularmente conhecida como lágrima ácida e é decorrente da drenagem incorreta da lágrima através da região medial da face dos cães.

Em uma situação normal, o excesso de lágrima produzido pelas glândulas lacrimais dos cães é direcionado para o saco lacrimal, que atua como um reservatório (porém é pouco desenvolvido nos pequenos animais). E a partir deste saco lacrimal, a lágrima é drenada de forma correta para o ducto nasal.

No entanto, se ocorrer alguma falha neste processo de drenagem, a lágrima não será escoada, levando a um lacrimejamento e, como consequência dessa alteração, a pele próxima às margens da pálpebra se apresentará úmida e poderá aparecer uma mancha marrom avermelhada no local onde está havendo o acúmulo da lágrima.

Essa alteração da coloração dos pelos no local pode ocorrer por 2 motivos.

O primeiro deles é devido ao aumento do estímulo da proliferação de bactérias presentes naturalmente na pele dos cães, o que ocasiona essa mudança de cor no local do lacrimejamento.

E o segundo motivo está relacionado à própria composição da lágrima, que contém uma substância que provoca danos oxidativos na região e faz com que ela apresente esta coloração.

O problema da mancha da lágrima nos cães é puramente estético e raramente está acompanhado de outras alterações, embora em alguns casos os animais possam apresentar uma dermatite associada.

QUAIS SÃO AS RAÇAS MAIS ACOMETIDAS PELA MANCHA DA LÁGRIMA EM CÃES?

 

A mancha da lágrima acomete principalmente cães das raças Poodle, Bichon Frise, Maltês, Lhasa Apso e animais braquicefálicos (com focinho achatado), como os Buldogues, por exemplo.

Além disso, a mancha da lágrima se torna bastante evidente em animais que possuem uma pelagem de coloração mais clara, o que leva a uma alteração estética mais evidente, já que a mancha que se forma pelo acúmulo da lágrima é de cor marrom.

QUAIS AS PRINCIPAIS CAUSAS DA MANCHA DA LÁGRIMA EM CÃES?

 

 

A falha na drenagem da lágrima nos cães, e que leva a formação da mancha marrom no local, pode ter várias causas, nas quais algumas são congênitas (dos pais para os filhos) e outras podem ser adquiridas.

Dentre as causas congênitas, que são aquelas que já estão presentes desde o nascimento do animal, podemos destacar:

– entrópio (inversão da margem palpebral que aumenta a produção da lágrima)

– ductos lacrimais tortuosos (que dificulta a drenagem correta da lágrima)

– triquíase (desvio do crescimento dos cílios em direção ao globo ocular, levando a uma maior produção de lágrima)

-aplasia do ponto lacrimal (desenvolvimento incompleto do ponto lacrimal, causando redução do fluxo de drenagem da lágrima)

– ponto lacrimal ectópico (localizado no local errado, causando alteração no fluxo de drenagem da lágrima)

Já as causas adquiridas que podem levar a mancha da lágrima nos cães, temos: presença de neoplasias, corpos estranhos, traumas e infecções oculares, que podem levar a uma obstrução do canal de drenagem da lágrima nos animais.

Existem alguns mitos que relacionam o aparecimento da mancha da lágrima nos cães com o seu tipo de alimentação. Porém, não há nenhuma evidência científica que comprove este fato.

E COMO TRATAR A MANCHA DA LÁGRIMA EM CÃES?

 

Algumas opções de tratamento visam a correção de algumas causas do lacrimejamento excessivo, como por exemplo a correção cirúrgica de alterações anatômicas, tal como o entrópio (inversão da margem palpebral que aumenta a produção da lágrima).

Já para melhorar o aspecto da mancha da lágrima (mancha marrom), pode-se recomendar o uso de antibióticos e o manejo higiênico do local. No entanto, é importante ressaltar que o uso indiscriminado de antibioticoterapia pode levar a resistência bacteriana, sendo indispensável que seja prescrito somente pelo médico veterinário do seu cachorro.

Além disso, o efeito do antibiótico sobre a mancha da lágrima não é duradouro e a coloração marrom pode reaparecer de duas a três semanas após a descontinuação do uso da medicação.

O recomendado é sempre procurar a assistência do médico veterinário, principalmente quando causas congênitas e adquiridas do lacrimejamento excessivo precisam ser corrigidas.

INSCREVA-SE também no canal do Youtube! 

https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:

https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:
Instagram: https://instagram.com/dicasboaspracachorro
Facebook: http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

Recomendados Primeiro Para Você: