Medos e fobias mais comuns em cachorros


Eles podem parecer muito corajosos, mas os cães possuem alguns medos e fobias que podem ser causados por vários fatores, incluindo falta de socialização. Neste artigo vamos apresentar os medos e fobias mais comuns em cachorros.

 

Quando os cães têm medo de alguma situação eles demonstram mudanças no comportamento, eles tendem a encolher-se, tremer em alguns casos até babar. Além disso, comportamentalmente eles se tornam destrutivos, podem latir mais e em alguns casos em que se sintam muito ameaçados podem ser agressivos.

Medos e fobias mais comuns em cachorros:

1- Medo de trovão

Esse possivelmente vá ser o medo mais comum em cachorro e um dos que você terá em comum com ele. hahaha

O nível de medo pode variar bastante em cada cão. Em casos leves os cães podem apenas se encolher, movimentar as orelhas para posições mais achatadas e caso seja um caso mais grave de medo de trovão o cão pode procurar esconderijo e nestes casos eles podem destruir o que tiver pela frente para chegarem ao local que entendem ser seguros. Em casos extremos eles podem inclusive perder controle da bexiga e intestino.

Esse também é um medo que as reações duram por mais tempo pois os cães detectam uma tempestade muito antes dela realmente acontecer e até antes de nós percebermos.Por isso antes mesmo de uma chuva forte eles já podem apresentar alguns sinais de medo e incômodo. 

2- Medo de andar de carro

Esse medo assim como grande parte dos outros é causado pela falta de conhecimento e vivência com o fator que causa medo ou por experiências negativas, neste caso causadas por andar de carro.

Essas experiências negativas podem incluir enjoo durante algum passeio de carro, andar de carro até algum local que ele não goste (veterinário para tomar vacinas por exemplo) ou até mesmo algum evento enquanto estivesse no carro que lhe causou medo.

Esse medo é possível de ser superado aos poucos acostumando o cão com andar de carro aos poucos, em pequenas voltas pelo quarteirão e causando boas experiências como petiscos ao longo do passeio, elogios e carinho.

3- Medo de fogos de artifício

Entre os medos e fobias mais comuns em cachorros com certeza está o medo de fogos de artifício. Assim como a tempestade, eles causam medo pelos sons altos e luzes imprevisíveis que literalmente assustam o animal. 

Nos casos desses medos é possível realizar alguns tratamento de dessensibilização de fogos que já falamos neste artigo aqui em baixo:

Como dessensibilizar o cachorro com medo de fogos de artifício?

E em casos mais graves, em épocas de festas que incluem queima de fogos calmantes podem ser receitados pelo veterinário.

4- Medo de pessoas

O medo de pessoas está na maioria das vezes a traumas que o cão sofreu em algum momento da vida. A solução para esse caso é aos poucos ir inserindo contato com pessoas na vida do animal para que ele se acostume.

É importante saber que ele pode ser agressivo com alguém quando estiver com medo, então esteja sempre atento ao animal e respeite os limites dele.

Nesse medo podemos incluir inclusive crianças que podem não ter noção da sensibilidade do animal e por algum motivo o machucam causando esses traumas.

5- Medo de objetos

Vassoura, aspirador de pó, jornal, sacos plásticos…são diversos e infinitos os possíveis causadores desses medos. Na maioria das vezes é causado pelo medo do desconhecido, do barulho ou movimento que esse objeto fez ao cair ou ser utilizado próximo ao cão.

Para resolver, na maior parte dos casos, tirá-los de vista já é o suficiente, porém pode ser que alguns cães tenham tanto medo que se recusem a passar por alguns locais da casa por saber que o objeto está lá. Neste caso, acostumar o animal aos poucos com o objeto é a solução.

6- Medo de veterinário

O medo do veterinário geralmente se desenvolve por desde o início da vida o cachorro ir a esses locais com vários cheiros diferentes, barulhos e pessoas para receber vacinas que podem sim causar alguma dor nele. Ou seja, trauma por experiência ruim. Caso o medo seja realmente apenas esse, visitas regulares são o suficiente para desfazer essa impressão no cachorrinho e desenvolver uma relação saudável com o veterinário.

7- Medo de escadas

Pode parecer um pouco irracional, mas esse medo é desenvolvido pela falta de exposição dos cães a escadas ao longo da infância ou alguma queda quando pequeno. Neste caso aos poucos é importante fazer com que ele suba alguns poucos degraus e desça até se sentir seguro para subir e descer toda a escada.

8- Medo de ficar sozinho

Também chamado de ansiedade de separação. Entenda mais neste vídeo:

Cães que sofrem de ansiedade de separação tendem a desenvolver comportamentos destrutivos quando estão sozinhos. Esse problema pode ser resolvido com a mudança de comportamento do dono ao precisar deixar o cão sozinho por algum tempo, isso incluem brinquedos interativos, sons que acalmem o cão e outras pequenas ações.

 

 

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

INSCREVA-SE também no canal do Youtube! 

https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:

https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:

https://instagram.com/dicasboaspracachorro

http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

Recomendados Primeiro Para Você: