Reatividade Canina – O Meu Cão é Reativo?


Reatividade canina é quando um cão apresenta uma reação muito intensa a algum estímulo, seja do ambiente, de uma pessoa ou outro animal. Apesar de ser associada sempre a ações negativas como latidos para outros cães na rua ou tentativas de avançar a crianças ou outros animais, mas as constantes tentativas de interação com latidos e pulos quando o cão encontra alguém na rua também é considerada uma características de reatividade canina.

Reatividade canina, causas:

Apesar de existir uma predisposição genética para um comportamento mais agressivo em algumas raças, um cão não nasce agressivo. A agressividade é “construída” através de experiências vividas ao longo da vida do animal.

Em grande parte, situações vividas quando filhotes podem causar traumas nesses cães que vão desenvolver reações de medo ou agressividade quando eles crescerem. Por isso o período de socialização é um dos momentos mais importantes da vida do animal e que vai definir como será todo o resto da vida dele.

Portanto, para evitar comportamentos inadequados, o ideal é que o tutor não contribua para possíveis traumas que o cão possa vir a ter, tentando sempre dessensibilizar o animal para situações em que ele demonstre medo.

Como abordar um cão reativo?

Especialistas no assunto dizem que a reatividade canina deve ser trabalhada através de três pontos: diminuição do estresse, aumento do bem-estar e aumentar a relação entre o cão e tutor.

Evite situações ameaçadoras:

O cão tem a sua particularidade e deve ser respeitada, então a forma como as pessoas abordam o animal pode ser ameaçadora para o animal, caso ele não se mostre desconfortável a essa situação, o ideal é que não force o animal a ela.

Alternativas a essas situações são passeios em horários mais vazios e estimular os cães a farejar, pois é algo que aumenta a percepção do local para o animal e libera substâncias que podem dar prazer e segurança para o animal.

Fortalecimento da relação entre cão e tutor:

Essa relação é construída ao longo do tempo e passa por percepções de companheirismo e confiança de ambas as partes. Para que ela seja a melhor possível existem algumas estratégias como:

  • Punições sem fundamentos: Cães precisam fazer xixi e cocô e se não forem ensinados desde cedo o local correto onde devem fazer as necessidades. Brigar por apresentarem comportamentos naturais de cachorro pode causar alguns traumas e não ensinam nada para os cães.
  • Comunicação: Adestramento é importante para que a relação ocorra sem problemas de comunicação. Treinamentos e comandos básicos ajudam na convivência dentro de casa, na rua e em vários momentos em que é preciso uma disciplina.
  • Diversão: Esses momentos de brincadeira ajudam a relaxar e deixam os animais felizes.

Mudança de comportamento:

A reatividade canina pode ser revertida, mas pode levar algum tempo, principalmente em animais adultos. Para que o trauma seja desfeito é preciso paciência e respeito ao tempo do cão. Afinal, após um treinamento adequado o cão viverá de forma mais feliz e muito menos estressante, o que melhora a relação  dele com outros animais, outras pessoas e dentro casa.

Fique atento(a) às nossas redes sociais, sempre trazemos novidades e dicas para seu pet 😉

INSCREVA-SE também no canal do Youtube! 

https://www.dicasboaspracachorro.com.br/youtube

Nosso Blog:

https://www.dicasboaspracachorro.com.br

Siga-nos nas redes sociais:

https://instagram.com/dicasboaspracachorro

http://www.facebook.com/dicasboaspracachorro

 

Recomendados Primeiro Para Você: